Tudo igual


Foi um bonito e disputado 3x0. E uma vitória do time que se mostrou mais guerreiro. O Sesi incorporou o necessário sentimento do “tudo ou nada” e conseguiu um resultado convincente e com uma bela atuação.

O Minas, por sua vez, perdeu a oportunidade de aproveitar a vantagem e definir o confronto de uma vez. A atitude do time mineiro não foi de uma equipe pronta para uma decisão. Começou o jogo acuado, sofrendo com a forte marcação de bloqueio do Sesi. 

Um pouco deste receio veio da substituição do Jarbas. A Mari Paraíba não podia jogar e ele colocou a Carol para entrar, mas não vi a convicção nesta escolha. Primeiro porque a Carol mal participou da linha de passe – e do jogo, de forma geral. Ela deve ter sido escolhida para começar a partida por ser melhor na recepção do que a Carla. Portanto, para que poupá-la? Segundo, a Carol foi substituída pela Carla por diversas vezes até perder lugar no time titular no terceiro set. Se não tem convicção, não a coloca pra jogar. 

 ************************

O Minas esteve pouco à vontade e isso pesou nos momentos finais em que cometeu falhas. Enquanto o jogo do Sesi fluiu com bem mais tranquilidade. O time paulista foi mais determinado e aplicado, sacou bem e não desperdiçou contra-ataques nas horas decisivas.

 ************************

Os times decidem quem se classifica para as semifinais na próxima terça-feira, às 21h. O Minas tem um ataque poderoso, o Sesi um ótimo fundo de quadra. Na SL, são duas vitórias para cada lado. Impossível apontar um favorito, impossível adivinhar a hora que vai acabar esse último duelo.

************************
Pê esse:
 
- Não entendo a preferência de certos times em jogar o primeiro confronto dos play-offs em casa. Não vejo qual é a vantagem. Corre-se o risco de perder e ter que decidir fora de casa. Fora que, quando há o terceiro jogo, é mais um deslocamento em um curto espaço de tempo que seria totalmente desnecessário.

Comentários

Anônimo disse…
O Sesi hoje jogou muito bem e mereceu a vitória, no entanto o passe não foi lá essas coisas.
O Minas além de acuado pegou demais no passe, foram vários erros em sequência.
Acho impossível prever quem vence o jogo na terça, o Usiminas joga em casa com o apoio da torcida, mas parece que não vai ter a Mari, já o Sesi joga embalado depois de uma ótima apresentação.
A única certeza é de que será um jogão!
graca disse…
LAURA concordo contigo e com BERNARDINHO: e' muito melhor jogar a primeira partida fora e decidir em casa, principalmente para evitar desgastes com deslocamentos desnecessarios em pouco espaco de tempo e focar mais na concentracao para os jogos. TALMO mostrou que e' muito mais tecnico que o JARBAS e esse 3x0 deu muita MORAL ao SESI, considero que as MINEIRAS sairam muito abaladas da DERROTA e, em se tratando de volei feminino, elas tem pouquissimo tempo para se recuperar do baque.Acho que,devido principalmente ao fator psicologico, e tambem ao fato de TALMO ser mais tecnico que o JARBAS O SESI vai sair classificado para a semifinal.
Anônimo disse…
Antes do jogo começar achei q tava rolando um clima estranho no Minas, Mari Paraíba chorando no aquecimento, e Jarbas com a fisionomia fechada respondendo com monossilabas à reporter, Baphão? Sim o SESI jogou muito bem, bloqueou horrores, foi a melhor partida da LiLi, Soninha bem como sempre. Minas errou muito saque, bloqueou pouco, o time tava sem vibração costumeira. Carla joga muito mais q a Carol, e se bobear mais q a Mari Paraíba.
Welmer Sales disse…
No jogo de sábado, eu vi como a Mari é uma jogadora importante para a seleção, apesar de não ter feito nada de mais durante o jogo todo, quando o time da Unilever mais precisou dela ela estava lá e decidiu o jogo. E uma coisa que acho e que muita gente vai descordar, mas não devia, é que se a Seleção Brasileira for completa para as Olimpíadas vai ser difícil de ser batida, apesar de no ano passado, durante a disputa da Copa do Mundo, ter sido bem irregular, mas acho que isso foi consequência de uma longa temporada sem descanso, o que deixou as meninas muito exaustas, e também das contusões das ponteiras Jaqueline, Fê Garay e Natália, que poderiam ajudar nos momentos difíceis que a seleção passou durante a competição. Outra coisa que queria enfatizar é como melhorou as bolas da Fabíola com a Thaísa, o que é muito bom para a seleção. A Thaísa que vinha com atuações muito irregulares jogou muito bem nessas duas partidas contra a equipe de São Bernardo e espero que ela continue melhorando as suas atuações e chegue a seleção em um alto nível. E o que falar da Fabíola, para mim hoje, é a melhor opção para ser titular da seleção, vem com atuações muito regulares e atuações bem melhores que as atuações da sua companheira de posição Dani Lins.

***Uma comparação que eu venho fazendo há algum tempo é que a base desse time do SESI era a base do time do Pinheiros da temporada passado e que a Fabíola com esse time Pinheiros tinha atuações bem melhores e era mais regular que a Dani Lins com o time do SESI. Alguém concorda????
graca disse…
Estou soilidario com a enorme indignacao do tecnico do MACKENZIE:RICARDO PICININ.Ele tentou, fez o que pode para tentar mudar a atitude de suas jogadoras, elas estavam entregues, no ultimo pedido de tempo ele pediu a ela que pelo menos terminassem a partida com mais diginidade. Impressionante a diferenca de atitude dessas meninas, nem parecia que era um jogo decisivo e que valia vaga para semifinal, estavam extremamente apaticas, sem vibracao, sem sangue. Resultado: a partida foi uma MASSACRE do UNILEVER, o MACKENZIE se despediu da competicao de forma extremamente VERGONHOSA!Dificil escolher as piores em quadra, mas cito as 2 PRISCILAS como destaques negativos da partida: DAROIT pecou excessivamente no passe e nao correspondia no ataque, HELDES faz levantamentos horriveis,com escolhas totalmente equivocadas, provocando varios tocos do UNILEVER. Pelo UNILEVER VENTURINI brincou: usou e abusou das CENTRAIS e nos momentos de passe dificil SHEILA correspondeu, MARI se destacou no ataque virou bolas importantes suplantando o bloqueio adversario. VALESKINHA e JUCIELY mais uma vez com muita rapidez nao conseguiram ser marcadas pelo bloqueio adversario, Regiane nao tava nos seus melhores dias, mas tbem nao fez uma partida ruim, FABIZINHA defendeu muito e proporcinou varios contra-ataques rapidos armados por VENTURINI. Enfim, o UNILEVER nao teve nenhuma dificuldade contra o MACKENZIE para se classificar, mas mesmo assim precisa melhorar bastante o passe para jogar contra o VOLEI FUTURO!
Laura disse…
Welmer, acho difícil fazer a comparação, mesmo com tantas jogadoras do Pinheiros agora no Sesi. Acho que a Fabíola conhecia bem suas atacantes, o entrosamento era muito bom entre elas e era um conjunto que funcionava bem. No Sesi, acho q a Dani Lins está na média das suas atuações na seleção. No Unilever ela se destacava mais, jogava melhor. No Sesi ela tem essas irregularidades que vc comentou.