Lavada



Rápido, não? Mal deu pra se acomodar no sofá e a partida acabou. Nem precisa dizer que se esperava muito mais dessa partida. Ou melhor, esperava-se muito mais do Vôlei Futuro, o Unilever fez muito bem a sua parte.

***************************

Tínhamos comentado no post anterior que a principal arma de ataque do VF tinha que ser o saque. E foi exatamente isso que ele NÃO fez. Não cumprindo bem esta primeira etapa, complicou muito mais a vida do seu bloqueio. A Fernanda driblou a marcação do VF durante toda partida.

O Unilever é que adotou muito bem a estratégia que deveria ser do VF. Saque agressivo, bloqueio idem. Olha, foram raro os momentos que o bloqueio do Rio não chegou inteiro.

Ainda assim, acho que a recepção não foi dos piores problemas do VF. O levantamento também contribuiu para que a marcação do Unilever fosse tão forte. Não gostei do desempenho da Ana Cristina nos dois primeiros sets, com bolas lentas e mal levantadas.

***************************

A atuação do Unilever foi irrepreensível. O passe correspondeu, as três ponteiras foram bem no ataque e a pontuação do bloqueio foi arrasadora: 20x7. A organização do time rendeu um ótimo aproveitamento nos contra-ataque. 

Enquanto do outro lado, a confusão foi generalizada. No VF não se sabe onde começa o problema e onde termina. Um erro leva ao outro até que o time já não sabe como sair do emaranhado que ele mesmo construiu.

Não dá pra deixar passar em branco a “passagem em branco” da Joycinha nesta partida. 2 pontos! Eu não cheguei a contar, mas a impressão que tive foi que ela não conseguiu virar uma bola sequer no primeiro set. Fica complicado quando nem a oposta pontua. Mas Paula e Garay não se safaram, também foram mal. 

***************************

Até sábado o VF vai precisar muito mais do que achar forças para se superar: vai ter que encontrar um vôlei de alta qualidade – que poucas vezes encontrou na SL. O Unilever deixou tudo muito claro hoje: está em um nível superior e, assim como o Osasco, tem a disputa nas mãos. 

***************************

Pê ésse:
 
- Enquanto isso o Paulo Coco continua mexendo no seu time... é um troca-troca sem fim e sem resultado.

- Fico imaginando quem não acompanha frequentemente o vôlei e ouviu os comentários, as chamadas para as partidas destas semifinais na Globo e Sportv dizendo da disputa equilibrada, etc. Aí vai assistir aos jogos e vê duas lavadas. Deve ter se sentido enganado. Até eu me sinto enganada depois do que vi. Cadê o equilíbrio???

Comentários

graca disse…
O desequilibrio do jogo tem um nome: FERNANDA VENTURINI. VENTURINI com passes A e B desestruturou psicologicamente as jogadoras do VOLEI FUTURO, usou de muita velocidade e ousadia, variando muito bem as jogadas, a habilidade da levantadora deixou o bloqueio e a defesa adversaria atordoada, literalmente batendo cabeca. Enquanto isso do outro lado o TROCA-TROCA de levantadoras serviu so’ p/ deixar as coisas ainda mais faceis…. Sinceramente: ANA CRISTINA e TIEMI juntas nao dao MEIA VENTURINI… Nao bastasse o SHOW na ARMACAO DE JOGADAS, VENTURINI foi uma LEOA na DEFESA, parou PAULA no BLOQUEIO e ainda atacou bolas de segunda INDEFENSAVEIS! Foi a MVP da partida pelo CONJUNTO DA OBRA, mas principalmente por ter DESETRUTURADO o time do VOLEI FUTURO psicologicamente… O resto do time sob a lideranca de VENTURINI teve uma atuacao de GALA, o bloqueio tocou na maioria das bolas, com a defesa nao tinha bolas perdidas e o ataque, na maioria das vezes encontrou caminho livre com o BLOQUEIO DO VOLEI FUTURO QUEBRADO pela agilidade de VENTURINI. REGIANE E JUCIELY foram os destaues no bloqueio, SHEILA a seguranca nas boals dificeis, FABI perfeita no PASSE e na DEFESA, VALESKINHA tranquilidade e experiencia no passe, MARI errou alguns passes, mas marcou presenca no bloqueio e no ataque… ANA CAROLINA teve participacao excelente com seu saque destruidor, JU PERDIGAO e ROBERTA entraram muito bem na inversao do 5X1 e foram as responsaveis por fechar o primeiro e o segundo SETS… E BERNARDINHO deu de MIL a ZERO no PAULO COCO, estudou muito bem o adversario e anulou suas jogadas, todas as substituicoes do BERNARDINHO foram OPORTUNAS e surtiram MUITO EFEITO: melhor tecnico do mundo, sem duvida!!!
graca disse…
P.COCO e’ ruim mesmo, pessimo tecnico…Nao e’ pressao nenhuma de diretoria nao, o cara e’ louco mesmo, ou vcs nao se lembram que ele deixou MICHELE DALDEGAN no banco para escalar a fofinha SUELEN nos play-offs no PINHEIROS?Ele tbem deixava FABIOLA esquentando banco em algumas partidas e punha a KARINE de titular, a historia se repete com o entre-e-sai DESORGANIZADO de ANA CRISTINA e TIEMI…AGORA ele deixa SYKORA fora quase o campeonato inteiro e joga ela sem ritmo na FOGUEIRA DE SEMFINAL: E’ LOUCO OU INCOMPETENTE? Acho que ambas as coisas.
Anônimo disse…
Graça concordo com vc em genero, numero e grau... rs
O Paulo é meio louco sim, parece até o zé roberto com as trocas de levantadoras na seleção... se a gente olhar bem o VF anda parecendo a SFV no ultimo campeonato... O time deveria ter começado com vere, gataz e tieme na minha opnião!
Fico feliz apena por ver a fabizinha de fato fazendo uma grande super liga, tem varrido a quadra no passe e defesa!!!
Laura disse…
A SL da Fabizinha tem sido muito boa mesmo!

Eu acreditava na competência do P. Coco. Mas depois desta temporada no VF e do episódio Michele e Suellen fiquei decepcionada. Ele matou o time dele com todas essas indefinições.
Renato Reis disse…
Ainda bem que não foi só eu que estranhei a rapidez da partida. Num piscar de olhos a Unilever fez 3 a 0. Lamentável a atuação do VF,sem saque, sem passe, sem ataque, até nas bolas de graça o passe não saia. Concordo com a Graça, P. Coco jogou com a Vere todo campeonato e agora começar o jogo com a Sykora, completamente fora de ritmo, e o pior, demorou muito para substituí-la. Laura, também adimirava muito o trabalho dele, mas depois de ontem ... Outra coisa, que se não me engano já falei aqui nesse excelente blog, Volei futuro não tem banco, não tem jogadoras que possam entrar no decorrer do jogo e mudar o panorama da partida. Fê Berti, Ana Tiemi, Ju Odilon são exemplos disso. Joycinha é muito irregular -impressionante a quantidade de erros para um atleta do seu porte. Cabe também parabenizar o Unilever pela bela partida. Saque e bloqueio impressionantes, Fabizinha, na defesa, fantástica como sempre. Regis incrível no bloqueio e ataque. Acho que o Unilever deu um enorme passo para a final, pois dificilmente perderão dois jogos para o VF no Maracanazinho.
Débora disse…
E a Superliga Feminina caminhando pra final de todo o sempre, sempre, amém! Credo, que coisa chata, nem dá gosto de assistir aos jogos! Mas fazer o que, né?