Domínio Laranja


Vou ignorar o primeiro set deste jogo em respeito ao Minas e porque aquilo foi tão fora da realidade que não há comentário que se possa fazer.

*****************************

Partindo, portanto, do segundo set, o que se viu foi um Osasco com uma energia acachapante acompanhada por um jogo consistente e de qualidade. O saque, o bloqueio e a defesa cortaram o barato do melhor ataque da Superliga. A boa recepção – que caiu de qualidade no terceiro set – deu condições para a Fabíola brilhar. Para mim, a levantadora do Osasco foi a melhor da partida.

O Minas teve o mérito de recuperar a moral depois do humilhante primeiro set. Ramirez foi a responsável por tirar o time do chão. No momento mais complicado, foi com os ataques dela que o Minas recuperou a confiança. Mas ela esteve sozinha em boa parte do jogo. A Herrera, muito bem marcada, só se destacou no set mais “fácil” para o time, quando o Osasco baixou a guarda. A atacante foi a decepção da partida.

A recepção do Minas foi muito regular: foi ruim do início ao fim do jogo. Se com a Mari Paraíba este é o ponto mais frágil do time, sem ela a equipe fica mais exposta ainda. O bloqueio do Minas demorou para entrar no jogo e a equipe teve dificuldades também em parar o ataque do Osasco na defesa. O time do Luizomar pontuou com muito mais facilidade e esteve muito bem organizado nos contra-ataques.

***************************** 

O Osasco conseguiu uma bela vitória, mas não pode se enganar. No momento em que diminuiu o ritmo, o Minas cresceu e venceu um set. O Osasco é tudo isso que apresentou hoje, sem dúvida. Mas tem que ter em mente que o time mineiro é mais do que jogou hoje. 

Mari Paraíba deve voltar pra próxima partida, mas o Minas perde Ramirez pelo terceiro cartão amarelo. Nunca pensei que iria escrever isso ao comentar vôlei. Aliás, nem sabia que essa regra existia na SL. Nada como ter uma cubana no campeonato para aprender...

Que a Ramirez é provocadora e reclamona isso a gente sabe. Eu não vi nada demais na jogada em que ela recebeu o cartão amarelo, mas eu não estava em quadra para saber. O que me incomodou foi ver o árbitro acatando a reclamação do Osasco. O cartão deveria ter partido de uma convicção dele, não como uma resposta às reclamações.

Mas, enfim, é uma perda complicada para o Minas. Ramirez é importante também no aspecto emocional. Certamente o time vai vir mordido, mas há uma superioridade difícil de ser batida. O Osasco está num nível acima e só perde estas semifinais para ele mesmo.

Comentários

graca disse…
DECEPCIONANTE! O arbitro jogar com a camisa do SOLYS: todos os lances duvidosos ele deu a favor do SOLYS, e estragou o espetaculo de vez ao dar o cartao AMARELO para a DAYMI RAMIREZ, ela nao tinha faito NADA DEMAIS!!! RAMIREZ nao fez 1% das provocacoes que tinha feito contra o SESI e ganhou o cartao injustamente! Mas vamos falar de coisas boas: FABIOLA acabou como o jogo, deu uma AULA DE VOLEIBOL, perdi a conta de quantas vezes a FABIOLA concertou bolas RUINS levantando com uma MAO SO’. FABIOLA deveria abrir um curso: “COMO CONCERTAR BOLAS HORRIVEIS COM UMA SO’ MAO!”. Fora esse detalhe importantissimo de concertar passes defeituosos, ela jogou com muita velocidade, encheu TAISA e ADENIZIA de bolas, foi uma NINJA na defesa, fundamental no BLOQUEIO e sacou com muita inteligencia. No duelo FABIOLA X CLAUDINHA deu 1000 x 0, CLAUDINHA estava irreconhecivel muito aque’m do seu potencial, espero que na proxima partida ela melhore.
Anônimo disse…
Como bem disse a Claudinha no jogo contra o SESI, aquela foi a final delas! Minas sem ramires não fará frente ao Sollys mesmo em casa!
Parabéns a equipe toda que jogou muito bem, e por incrivel que pareca o ruinzomar parece enfim fazer um bom trabalho!
Laura disse…
graca, concordo 100% com vc!

Anonimo, sim! O trabalho do Luizomar está de tirar o chapéu!
Renato Reis disse…
Osasco veio com tudo. Primeiro set fantástico, um rolo compressor. Também achei que a Fabíola arrebentou, distribuiu uniformemente, colocando todo mundo no jogo. Apesar de torcer para o Osasco, gostei do Minas ter vencido um set pela valentia das Cubanas e da Fê Isis que vem mostrando personalidade nesta SL. Achei Claudinha apática, não ousou, realmente o passe não estava lá essas coisas, mas levantadora tem que se virar. Mari Paraíba fez falta.
Transmissão da Globo, para variar péssima. Gostaría que eles soubessem que quero ouvir os tempos técnicos e não ver chamada de Jornal Hoje, GP de fórmula um, Esporte Espetacular - LAMENTÁVEL. Além do mais nem mostraram a vencedora do troféu Viva volei, entrevista das jogadoras ? Nem pensar. Giba com comentários insignificntes, para Leila tudo é lindo, tudo é muito bom.
Outro fato triste, foi o cartão amarelo para a Daymi, ao meu ver não merecia. Um arbitro, querendo aparecer, ou com más intenções, acabou tirando muito do brilho do próximo jogo - LAMENTÁVEL. Õ Osasco não precisa disso e quem acaba perdendo somos nós amantes do voleibol feminino. Que venha a próxima partida mas sem Daymi o Minas perde muito.
Anônimo disse…
Vc estava no jogo? viu o que a Ramirez fez e como ela agiu a partida inteira? não né, então pronto não questione o que vc não sabe!
Anônimo disse…
Laura,

Como funciona essa regra do cartão q eu também desconhecía? Ela esta suspensa 1 jogo ou esta fora da Superliga? Porque O Minas ainda perdendo o 2ndo jogo, tem a disputa do terceiro lugar.

Crowley
Anônimo disse…
Aos que dizem que o árbitro favoreceu o time do Sollys, o que aconteceu nesse jogo foi resultado da omissão dos outros árbitros durante o campeonato. Faziam vistas grossas as comemorações exageradas e ofensivas aos adversários, mas dessa vez ela teve o que mereceu. Engraçado uma atleta levar 3, digo 3, cartões amarelos. No 3° jogo contra o Sesi e dona Herrera fez várias vezes gracinhas, balançava o ombro para o adversário e sequer foi chamada a atenção. Por isso, menos, bem menos aos que dizem que houve má intenção do árbitro nessa partida!
Anônimo disse…
Rídiculo essa arbitragem do jogo de Minas, totalmente tendenciosa quis aparecer mais que as jogadores e conseguiu, parabéns pelo post também penso como você, escrevi um post também sobre o jogo em www.hiperesportes.com
Anônimo disse…
^

Eu assisti o Mundial todo, as europeias comemoravam de frente e não tinha essa frescura, esse rigor c/a punição. As alemães eram as piores, todas gritavam e comemoravam de frente e saíam ilesas das partidas, só por causa da fama das cubanas e por estar na casa das osasquences, o pedido de Jaqueline foi atendido e foi dado o cartão p/ Daymi, achei a atitude do juíz, covarde, tendenciosa, injusta, preconceituosa, uma vergonha. Lamentável.
Anônimo disse…
Queridos, a comemoração dos pontos deve ser feita de costas para o adversário e não de forma ofensiva, está na regra! O árbitro apenas cumpriu a regra. Outra coisa, essa Daimy, tinha levado outros 2 cartões durante a partida. Portanto, ele recebeu o que tanto procurou! Independente de ser cubana ou não, não é essa a questão.
graca disse…
LAURA está havendo uma votação no endereço “http://www.volleyball.it/pagina.asp?pid=132″ dos melhores DO MUNDO do ANO 2011 NO VOLEIBOL. As categorias são: 1. Melhor técnico; 2. Melhor Bloqueador-de-meio; 3. Melhor oposto; 4. Melhor líbero ; 5. Melhor levantador e 6. Melhor ponteiro-passador.
OS BRASILEIROS QUE ESTÃO CONCORRENDO SÃO:
1. TECNICO:Giovane Gavio,Zé Roberto, Bernardinho,Marco Aurelio Motta e Louizomar Moura;
2.BLOQUEADOR-DE-MEIO: Sidao e Lucao; Fabiana Claudino,Taisa,Juciely e Adenizia;
3.OPOSTO:Vissoto e Theo; Sheila;
4.LIBERO: Sergio Santos(SESI), Sergio Nogueira(CRUZEIRO) e Mario Jr.;
5.LEVANTADOR: Bruno Rezende,Raphael Oliveira,Marlon Yared,Sandro Carvalho,Ricardo Garcia e William Arjona; Fabiola e Dani Lins;
6. PONTEIRO-PASSADOR: Giba,Murilo e Dante; Paula e Garay; Os meus brasileiros preferidos de 2011 foram:
1. TECNICO: Bernardinho;
2.BLOQUEADOR-DE-MEIO: Sidão e Taísa ;
3.OPOSTO: Théo e Sheila;
4.LIBERO: Sérgio Santos(SESI) e Fabizinha;
5.LEVANTADOR: Sandro e Fabíola;
6. PONTEIRO-PASSADOR: Murilo e Paula; Os meus ESTRANGEIROS preferidos de 2011 foram:
1. TECNICO: Julio Velasco (SELEÇÃO MASCULINA DO IRAN) e Massimo Barbolini (SELEÇÃO FEMININA DA ITÁLIA );
2.BLOQUEADOR-DE-MEIO: Alireza Nadi – IRAN e Simona Gioli – ITALIA;
3.OPOSTO: Ivan Miljkovic – SÉRVIA e Manon Flier – HOLANDA;
4.LIBERO: Alexis Gonzalez – ARGENTINA e Brenda Castillo – REP.DOMINICANA;
5.LEVANTADOR: Luciano De Cecco – ARGENTINA e Eleonora Lo Bianco – ITALIA;
6. PONTEIRO-PASSADOR: Facundo Conte – ARGENTINA e Carolina Costagrande – ITALIA;
graca disse…
Nossa que jogadora FORA-DE-SÉRIE é essa KIM, ela simplesmente ACABOU com o jogo FENERBACH x RC CANNES!!! Ela faz ponto de tudo quanto é jeito: paralela, diagonal longa, diagonal curta, deixadinha, porradão, entrada, saída, fundo, bloqueia e ainda faz 3 ACES… Não bastasse isso ainda PASSA e DEFENDE MUITO BEM!!! FABIANA foi muito bem também com 64% de aproveitamento no ataque.
Anônimo disse…
Pra quem quiser conferir, Ramirez não fez nada p/ merecer o cartãodo árbitro Silvio Siqueira:
http://www.youtube.com/watch?v=AvSJt4I7Srg
Laura disse…
graça, realmente a Kim foi impressionante. E a diferença do Fener pro Cannes foi absurda, sobrou. Valeu pelo link.

Crowley, a Ramirez tá suspensa somente para o próximo jogo. É o mesmo esquema do futebol, recebe 3 cartões no campeonato, é suspenso.

E para um dos "anônimos", ela não tinha recebido 2 cartões na PARTIDA, mas sim no CAMPEONATO.
Welmer Sales disse…
Bom Laura, Eu quero enfatizar a grande Superliga que está fazendo a Fabíola. Depois que ela voltou da sua contusão ela deu consistência ao time do Sollys/Nestlé, que com ela em quadra como titular não disputou um Tie Break e venceu todos os jogos, pra mim ela foi a melhor em quadra, pois concertou alguns passes ruins da recepção, e com a bola na mão pois todo mundo pra jogar.
Em um outro post seu eu comparei ela à Dani Lins, com relação às equipes que elas tinham em mãos na temporada passada e os seus times de hoje. Eu não sei se naquela ocasião você tinha me entendido, mas a ideia que eu queria passar é com um time muito bom ambas levantadoras jogam bem, mas que com um time não tão excepcional como o que a Fabíola tinha temporada passada e que a Dani Lins tem hoje, eu acho a Fabíola muito mais eficiente. E quero dizer que respeito muito a sua opinião.