Só deu Osasco


Vitória inquestionável do Osasco sobre o Minas. E todo o mérito da equipe paulista que tornou a partida fácil e atropelou as mineiras, principalmente no primeiro e segundo sets.

O Osasco simplesmente anulou a melhor atacante do Minas, a Herrera, num show do principal fundamento do time na partida: o bloqueio. Fundamento em que brilharam Adenízia e Jaqueline. Aliás, a Jaque está em uma ótima fase e não vejo outra jogadora mais regular e importante para sua equipe na SL do que ela.

**********************
A postura agressiva do Osasco acuou o Minas. O saque do time paulista explorou o principal defeito mineiro, a recepção. Um dos poucos pontos positivos do Minas foi a marcação atenta em cima da Thaisa. De resto, foi um time que se perdeu na troca de bola com o Osasco, desperdiçou contra-ataques e foi pouco agressivo no saque. 

O time do Luizomar de Moura só foi dar chances às mineiras no terceiro set. A substituição do Jarbas, colocando a Carla no lugar da Herrera, também deu resultado. Equilibrou o passe e renovou o ataque, dificultando a marcação do Osasco. Mas a recuperação no último set foi muito mais devido a baixada de ritmo do time da casa.

Felizmente, para o Osasco, a pequena queda de rendimento não foi o suficiente para o renascimento do Minas na partida. Assim, terminou o jogo com os 3 pontos e uma atuação para ser respeitada e lembrada pelos adversários que o enfrentarem daqui em diante na SL.

**********************

Recuperação do Vôlei Futuro com uma vitória bastante convincente depois de uma derrota difícil de digerir contra o Minas. O time de Araçatuba comandou o jogo do início ao fim e fechou os 3x0 com uma boa apresentação.

Poderia ter sido um jogo perigoso para o VF. O Pinheiros vinha de uma vitória contra o Sesi e o momento era delicado para a equipe do Paulo Coco. Mas o time mostrou tranqüilidade e, apesar dos inúmeros erros de saque (14!), soube manter a partida sob controle.

 **********************
O Pinheiros já tinha dificuldade em pontuar no ataque. Sem a oposta Dany o trabalho ficou extremamente complicado. Nenhuma das ponteiras tampouco as centrais (pouco usadas pela má recepção) conseguia virar com regularidade e complicou as opções da Camila Adão.

Numa partida com atuações homogêneas e sem granes destaques, foi merecido o prêmio Viva Vôlei para a levantadora Ana Tiemi. Ela fez uma boa distribuição das bolas e ajudou a equipe a manter o controle do jogo. A sintonia com as centrais é que não foi das mais perfeitas, mas ainda assim valeu o voto de confiança dado pelo Paulo Coco à levantadora.

Pê esse
- Acho que o patrocínio da Neutrox já está bem visível nas camisetas do Vôlei Futuro. Era necessário fazer com que as jogadoras usassem uma braçadeira com o nome do patrocinador?

**********************
 
Demais resultados da 7ª rodada do returno da SL:




Comentários