Bobeou, perdeu um set

Mackenzie/Cia do Terno 1x3 Sollys/Osasco

O Sollys poderia ter matado este jogo em 3x0 contra a esforçada equipe do Mackenzie se não tivesse baixado a guarda tão cedo. O time começou bem, mas tirou o pé na metade do segundo set, começou a errar e o time mineiro ganhou moral.

Tudo isso custou ao Osasco o segundo set. Sem respeitar o adversário, Thais comandou a vitória do Mackenzie. Mesmo já tendo visto ela jogar por diversas vezes, ainda me impressiono com que a “baixinha” é capaz de fazer – inclusive bloquear a Hooker.

Ela e a Gabriela levaram o time nas costas já que a Ingrid esteve apagadíssima e as jogadas com as centrais praticamente não existiram. As duas resistiram enquanto puderam, mas a retomada de ritmo e o saque mais agressivo do Osasco deram fim a qualquer pretensão maior da equipe mineira.

O Mackenzie, aliás, teve uma defesa respeitável. Não é fácil enfrentar uma grande defesa como a do Osasco e, nesta partida, a disputa foi equilibrada.
 
************************
 
Merecido o prêmio Viva Vôlei para a Ju Costa, a jogadora mais completa da partida. Pontuou no ataque, bloqueio e saque.
 
É curioso ver que, a partir do jogo contra o Unilever, a disputa pela titularidade é na posição de oposto. Até pouco tempo atrás, eram Ju Costa e Tandara brigando pela vaga de ponteira passadora. Agora são Hooker e Tandara se revezando na titularidade como oposto.   
 
A Ju Costa conquistou o lugar numa escalação que parece ser a mais equilibrada e consistente. O time pode não ficar tão ofensivo, mas me parece bastante válida esta composição, pois a Jaqueline tem assumido o papel de pontuadora da equipe.
 
É claro que o time ficaria completo se Hooker ou Tandara resolvessem jogar. A norte-americana ainda não disse a que veio. Já a brasileira tem tido uma temporada bem abaixo do esperado. Prefiro vê-la jogar com oposto, sem a preocupação de receber o saque. Ainda assim, mesmo quando ela está nessa posição, não tem funcionado.
 
 
************************

Demais resultados da 2ª rodada do returno da SL:
 

Banana Boat/Praia Clube 3x1 Usiminas/Minas

BMG/São Bernardo 2x3 Pinheiros

- O que aconteceu com o Minas? O melhor ataque da competição foi atropelado pelo Praia Clube neste fundamento: 63 pontos a 42. Pontos de ataque, aliás, bem distribuídos entre Suelle, Monique e as centrais Giovanna e Angélica. E olha que o Praia ainda deu o dobro de erros para o Minas. O Sesi e o Sollys agradecem.
 
 
************************
 
Pê ésse:
 
 
- Será que a Venturini consegue superá-la?

Comentários