Observações sobre a 9ª rodada

Vôlei Futuro 1 x 3 Unilever  

Nenhuma surpresa a vitória do Unilever sobre o Vôlei Futuro neste domingo, por 3x1.  Surpresa mesmo, só este set vencido pelo time de Araçatuba. O Rio foi superior e, assim como já tinha acontecido com o Osasco contra o VF, teve o jogo nas mãos. Venceu quando quis. 

*****************  

De dezembro até agora, o Vôlei Futuro evoluiu alguma coisa? Não.  Os problemas continuam os mesmos: má recepção e ataque irregular. É um time sem agressividade, passivo, atrapalhado e desorganizado. Vive de lapsos de qualidade. Joycinha e Tandara não conseguem jogar bem juntas. Ou é uma ou é a outra. E nesta disputa, Tandara tem ganhado de goleada da oposto reserva da seleção. 

*****************

Tenho evitado em falar no William Carvalho, mas num confronto em que do outro lado está o Bernardinho, fica impossível. É como se a fragilidade do treinador do time de Araçatuba saltasse aos olhos.  

Apesar de ouvir e ler muita gente que não gosta do William como treinador, eu o achava um bom técnico. Já fez bons trabalhos organizando equipes pequenas, sem grandes elencos, e tornando-as, dentro do limite da equipe, competitivas.  

Talvez esteja aí o grande problema do William. Não tem estofo para treinar time candidato a título e com elenco forte. Fico imaginando que se no lugar dele estivesse o Paulo Coco, o VF estaria na mesma situação.

*****************
Sollys/Osasco 3 x 0 BMG/Mackenzie  
 
O que tá acontecendo com a Natália, do Osasco? Tem tido atuações apagadas pra uma jogadora da competência dela.  6 pontos é muito pouco contra o Mackenzie.  Mesmo que as centrais tenham sido o destaque desse jogo, era de se esperar mais de uma oposto.  

E o que preocupa é que as meios-de-rede têm sido a bola de segurança do Osasco já há alguns jogos e não a Natália. Ok, por enquanto está funcionando, mas é só a recepção não funcionar pra ir tudo por água abaixo.  É bom que o Osasco tenha esta jogada como um dos seus pontos fortes, mas está virando quase dependência.  

*******************
Pinheiros 3 x 2 Usimina/Minas  

O Pinheiros, bem a seu estilo, venceu o Minas por 3x2. Bem ao seu estilo: alternando sets bons e maus, perdendo feio em uns, vencendo com propriedade em outros.  
Mais uma vez a Ju Costa cresceu no momento importante.  Impressionante o que ela cresceu jogando sob o comando do Paulo Coco e tendo ao seu redor um time bem organizado.

Comentários