Brasil 0x3 Itália

Tem sido um sofrimento assistir à seleção brasileira nesta Copa do Mundo. É uma partida atrás da outra cometendo as mesmas falhas e, pior, tendo a confiança minada a cada jogo.

A derrota por 3x0 para a Itália infelizmente não é o ponto final desta competição. Existe uma sequência de jogos que, mesmo sendo contra equipes fracas, pode tornar a participação brasileira na CM ainda mais vergonhosa.

A confiança brasileira está extremamente frágil. Não sei como o Zé Roberto irá levantar esse time para as próximas partidas e ainda lutar pela difícil classificação, em terceiro lugar, para as Olimpíadas.
 
*******************

O Brasil não começou mal a partida contra Itália, o primeiro set foi equilibrado. Mas a seleção enfrentou um time redondo do outro lado da quadra. Super preparada, a Itália impôs uma marcação forte de bloqueio no meio e mostrou mais uma vez um ótimo volume de jogo.

Foi uma atuação sem defeitos. O passe funcionou bem mesmo nas raras vezes em que o Brasil forçou o saque. Lo Bianco voltou a sua melhor forma e jogou muito bem. Assim como a Costagrande, a atacante de segurança que a Itália há tanto precisava.

O bom desempenho italiano e a atuação ridícula do ataque do Brasil foram reduzindo a confiança das brasileiras. O time conquistava com esforço os pontos e os dava de graça em erros para o adversário. A seleção se desmontou no segundo e terceiro sets, exibindo as já conhecidas fraquezas, como a falta de agressividade no saque e no ataque, a desatenção na defesa...
 
*******************
 

Quando o Brasil mais precisa, as opções de mudança são poucas. Pra quem tinha uma oferta grande de ponteiras, acabar o ano só com 3 à disposição é complicado. Ainda assim, o Zé Roberto pode largar de ser tão teimoso e tentar algumas trocas.

Não entendo por que a Mari começou a partida contra a Itália e não compreendo por que a Tandara não entrou no lugar da Sheilla durante o jogo. A Adenízia fez uma bela participação entrando no lugar da Fabiana e acho que o Zé deveria mantê-la no grupo das 12. A energia dela pode ser importante para o time.

Na situação atual, o Brasil precisa se renovar de alguma forma. E a opção que tem é colocar o pessoal do banco para jogar, inclusive a Brait. Mas essas mudanças são extremamentes radicais e ousadas para o conservador Zé Roberto.

Comentários