Sem GP no Brasil

Saque Viagem - Brasil fica sem etapa no GP2011

"Depois de sediar duas etapas do Grand Prix em 2009 e 2010, o Brasil jogará todas as partidas da edição deste ano fora do País. A estreia da seleção de Zé Roberto será na Coreia do Sul. Depois, o Brasil atuará no Cazaquistão e Tailândia. Se passar para as finais, viajará para a China.

Com exceção da Polônia, somente países asiáticos vão receber as principais seleções do mundo nos quatro finais de semana da competição. De acordo com o calendário divulgado pela Federação Italiana de Voleibol, até mesmo o Japão, que perdeu o mando de quadra na Liga Mundial, será sede de duas etapas.

Chama a atenção também a cidade de Almaty, no Cazaquistão, ser uma das sedes do campeonato, já que a seleção local ainda não tem vaga garantida. As cazaques participarão de um jogo classificatório contra a Argélia, agora em maio, para decidir quem disputará o Grand Prix 2011."


Eu ia até comentar que nem fazia sentido o Brasil ser sede de uma das etapas se a princípio ele nem conseguiu classificação para o GP. Para quem não lembra, o Brasil não se classificou através da Copa Panamericana e foi convidado após a FIVB ter aumentado o número de participantes de 12 para 16.

Mas o Cazaquistão ser sede sem nem ter a seleção classificada faz algum sentido? (Será que o resultado de Cazaquistão e Argélia já está definido?) Bom, politicagens da FIVB, que bem ou mal também beneficiaram o Brasil.

*******************

É uma pena que o GP não passe por aqui depois de dois anos consecutivos. Acreditei que era uma tendência o torneio se espalhar pelo resto do mundo, que estivesse saindo da caixa asiática e buscando outros países. 

A logística das viagens pode ser complicada e não acho que o GP tenha que virar uma Liga Mundial que dá a volta ao mundo em sei lá quantos dias. Mas o vôlei feminino não consegue se desamarrar dos terrenos asiáticos. Fica complicado para a seleção feminina brasileira angariar mais fãs e mídia se fica sempre tão distante de seus torcedores.

Comentários