Pinheiros de pé

Usiminas/Minas 1x3 Pinheiro/Mackenzie

O Pinheiros ainda está vivo. Fazia tempo que o time não se apresentava tão bem. Trabalhou como sabe, valendo-se da força do conjunto e teve outra postura. Recuperou-se da má imagem deixada no último sábado.

****************** 

Atento na defesa e cobertura, o Pinheiros contou com a “volta” da Ju Costa. Junto com a Soninha, resgatou a dupla de ataque que funcionou tão bem durante boa parte da SL.

O passe não comprometeu e permitiu que Natália e Marina também fossem mais utilizadas pela Fabíola. De todas jogadoras, faltou a Lia entrar no ritmo e crescer com a equipe.

Fabíola foi bem, mas pecou nos primeiros sets ao insistir com algumas bolas de meio que ficaram previsíveis para a marcação adversária. E o Pinheiros ainda não conseguiu achar uma maneira de parar a china da Natasha.

******************  

Depois dos dois primeiros sets, a partida se encaminhava para ser uma das melhores da SL. Até aquele momento era impossível vislumbrar quem sairia vencedor. Mas a partir do terceiro, os papéis do último jogo se inverteram: o Minas é que não conseguiu ser eficiente no ataque e a sua defesa não funcionou. 

Quando o Pinheiros encontrou uma forma de marcar a Herrera, o time mineiro aos poucos foi se desconstruindo. Deu até pena ver como o time se desmontou no último set e foi atropelado pelo adversário.

Não é a primeira vez que o Minas cai tanto de rendimento numa partida. Já vi esse filme antes: Herrera e Fawcett começam arrasadoras e depois ficam com uma dificuldade enorme para virar. Acho que a norte-americana, sobretudo, cansa e perde a força ao longo da partida.
Michele não foi bem no ataque, mas ajudou no saque, fundamento no qual as mineiras poderiam ter sido bem mais agressivas.

******************
 
Tem muito mérito do Pinheiros nesta vitória, mas o Minas perdeu o controle do próprio jogo. Como disse, não é a primeira vez. A equipe tem dificuldade de manter um jogo consistente do início ao fim. 

Na partida de sábado, parecia ter conquistado a maturidade necessária para manter um certo padrão. Mas a mesma partida também deixou a impressão que o Pinheiros tinha perdido o encanto e “já era” na SL. 

Agora vai saber... Esses times têm várias identidades, em qual confiar? No fim, a série está empatada e não há nenhuma previsão de qual versão do Minas e do Pinheiros vai aparecer no sábado, às 21h30.

Comentários