O mesmo, mas diferente


O placar foi o mesmo, o vencedor também. Mas o jogo entre Pinheiros e Unilever desta última quinta-feira não lembrou em nada o do primeiro turno. Muito porque as duas equipes parecem mais fragilizadas e cansadas ao final de tantas rodadas. 

O primeiro confronto foi bem mais entusiasmante, afinal era o embate dos invictos. O de agora foi o encontro de duas equipes que já deram os seus tropeços, tiveram seus altos e baixos e lutam para ajeitar o grupo para a fase final.

****************** 

O Pinheiros tem um caminho mais complicado pela frente. O conjunto, seu ponto de destaque, perdeu forças. O time paulista já foi mais organizado e aplicado taticamente e a Fabíola caiu de rendimento. 

Na partida desta quinta, o Pinheiros lutou, mas o Unilever foi, em 90% da partida, superior. O time paulista se alimentou dos erros do adversário para crescer em certos momentos do jogo. Mas não conseguiu ser consistente o suficiente para fazer um jogo de igual pra igual. 

Os erros no tie-break foram um exemplo da dificuldade do Pinheiros em manter a regularidade e de como o Unilever esteve com a partida sob controle praticamente o tempo todo.

******************  

Foi bom voltar a ver o Unilever com uma atitude mais confiante. A classificação indica e quem viu os jogos até então pode confirmar: é a melhor equipe da SL. 

Mas está longe de ser imbatível. A recepção é um ponto que desestabiliza o time e a Mari, ainda em processo de adaptação, não consegue dividir a responsabilidade do ataque com a sobrecarregada Sheilla.

******************   

À espera da rodada final, o Unilever já sabe seu futuro: primeiro colocado na fase classificação. O Pinheiros, ao que tudo indica, deve ficar na quarta posição. As semifinais podem colocar as duas equipes, novamente, frente a frente. 

 ******************
Pê ésse:

- Entendo que o Paulo Coco queira dar ritmo de jogo a Suellen e a tenha colocado para jogar os últimos jogos, mas fico preocupada com a Michelle. Ela vinha embalada, fazendo uma ótima SL, não é uma boa ficar fora de tantas partidas.

- É impressão minha ou no ginásio do Pinheiros tem sempre mais torcedores do adversário? Se não estão em maior quantidade, se fazem ouvir mais do que os da casa.

- Que sustinho que o Vôlei Futuro levou, hein? Perdeu o primeiro set para a curiosa equipe do São Caetano. Até o ínicio do segundo turno o Sanca não tinha vencido nenhuma partida. Depois engatou uma sequência de 4 vitórias, inclusive derrotando o Minas, e deixou a lanterna para o São José.   

Comentários