Sollys na final

Sollys/Osasco 3x0 Bergamo

3 a 0 não era bem o resultado que imaginava da semifinal entre  Sollys/Osasco e Bergamo. Mas foi o placar justo e que refletiu a superioridade do time brasileiro. Ao contrário do que aconteceu contra o Fenerbahce, desta vez foi o Osasco que se impôs em quadra e conseguiu a vitória até com certa tranqüilidade.

O Sollys veio melhor preparado para o confronto com o Bergamo. Tinha as jogadas do time italiano bem marcadas pelo bloqueio e defesa. Adenízia destacou-se no bloqueio com 8 pontos. Ela, aliás, foi o destaque da partida não só pela grande atuação nesse fundamento como também no ataque.

****************
 
As atacantes do Bergamo estiveram, literalmente, sem saída neste jogo. Tentaram de tudo, mas o bloqueio brasileiro meteu medo. Uma partida muito pouco inspirada das três ponteiras do Bergamo: Ortolani, Piccinini e Bosseti.

O Bergamo não foi páreo para o Osasco no bloqueio, mas desafiou o time brasileiro com um bom volume de jogo. Mesmo assim, o Osasco demonstrou paciência nas trocas de bola e construiu com competência e sem ansiedade os contra-ataques.

****************

O jogo de hoje deixa o torcedor de Osasco mais otimista para final de amanhã contra o Fenerbahce. (ao meio-dia, transmissão do Bandsports)

O problema ainda reside no excesso de erros cometidos. Foram 22 pontos dados ao adversário. É muito.

O Fenerbahce erra pouco e pode, a exemplo do que aconteceu no primeiro jogo entre as duas equipes, explorar as falhas das brasileiras. Esse é o atalho para a vitória do time turco que o Osasco terá que impedir.

**************** 

Não sei se o Sollys conseguirá, de um dia para outro, minimizar os seus erros. Mas pode induzir o adversário a cometer falhas - como fez hoje - com um saque forçado e bloqueio agressivo.

A atitude em quadra percebe-se através dos fundamentos. Nervoso e acanhado, o Osasco não vai conseguir nada. Mais agressividade e menos respeito contra o Fenerbahce podem ser o caminho para a revanche e o título mundial.

Comentários