Erros, erros e mais erros


Esperava um jogo mais equilibrado entre Sollys/Osasco e Fenerbahce. O time turco não precisou de grandes esforços para vencer a equipe brasileira. Aproveitou-se dos inúmeros erros do Osasco e construiu o placar de 3 a 0 com tranqüilidade.

Erros, erros e mais erros. 26 pontos dados ao adversário contra apenas 11. Ontem contra o Fenerbrau o Osasco já tinha dado 21 pontos para o adversário em falhas. Nem sempre os números traduzem o jogo, mas esses dão o resumo perfeito do que foi a partida.

******************
O Fenerbahce não fez nenhuma partida excepcional. Foi regular e isto bastou para vencer. A Fofão optou por um jogo bastante simples com bolas nas pontas. E, com as ponteiras que tem, isto foi o suficiente.

O Osasco, por sua vez, foi inconstante. Conseguia um ponto e dava 3 em erros. O passe repetiu a atuação ruim de ontem. E falhou em saques que não foram tão forçados assim.  Jaque e da Sassá, aliás, foram fraquíssimas. Prejudicaram na recepção e não colaboraram no ataque. Sassá fez 1 ponto durante todo jogo.

Nestas horas é que se dá razão a preocupação do torcedor de Osasco com o banco do time. As opções de substituição são ruins. A Thais raramente acrescenta ao time quando entra. Aliás, ainda estou tentando entender porque o Luizomar insiste em colocá-la no lugar da Sassá para bloquear. Como se fizesse alguma diferença...

******************  

Mas não vou fazer terra arrasada. Foi um dia ruim para o Osasco e se pode tirar algumas coisas positivas. O bloqueio teve bons momentos, por exemplo. E se formos descontar os erros excessivos cometidos, a partida teria sido equilibrada. As duas equipes praticamente se equivaleram nos pontos de ataque, bloqueio e saque.

A boa notícia é que tem um tempinho até o próximo jogo, que acontece na segunda-feira. Dá para treinar e minimizar esses erros. A má notícia é que a próxima partida já será a semifinal e contra o Bergamo, provavelmente.

Comentários