Paulista: Pinheiros na frente

Nesta segunda começou a fase decisiva do Paulista, campeonato que serve, neste momento, como um aquecimento para a Superliga.

No primeiro jogo da semifinal, o Pinheiros venceu o Sollys/Osasco por 3x0. O Sollys já contou com todas as selecionáveis em quadra.

******************* 
 
O técnico Paulo Coco, do Pinheiros, resolveu manter a levantadora Karine mesmo com a volta da Fabíola ao time. Escolha inteligente. Evita problemas de entrosamento e dá confiança a quem fez toda a campanha como titular.

O Luizomar não pôde fazer o mesmo. Ele precisava do poderio de ataque de Natália, Sassá, Jaque e as centrais Adenízia e Thaísa. O problema é que dessas, só a Sassá conseguiu realmente fazer a diferença.

******************* 

O Pinheiros dificultou as bolas de meio do Osasco e marcou muito bem no bloqueio os ataques da Natália e Jaqueline. A Karine fez uma bela partida, inclusive marcando pontos de bloqueio em cima da Sassá.

Pra manter o costume, o Pinheiros foi bem aplicado taticamente. Fez seu trabalho direitinho, sacando como o Paulo Coco mandou, respeitando as marcações de bloque e defesa. Minimizou, também, seus erros.

 *******************
O Sollys, por outro lado, entrou apático. Aliás, nem parecia uma partida decisiva entre Osasco x Pinheiros. As meninas da seleção não entraram no clima necessário para jogar um clássico desses.

No terceiro set, quando o Sollys parecia ter se ajeitado e abriu uma vantagem de 6 pontos, mais uma vez as falhas de recepção e ataque apareceram. 

E o Pinheiros correu atrás do placar. Foi recompensado pela virada e vitória no jogo. Se a partida não teve cara do clássico paulista, o terceiro set foi a cara do aguerrido e surpreendente Pinheiros.

Comentários