A FIVB bem que tenta

Trechinho de uma notícia do site Uol Esportes ( Domínio do Brasil não é bom para o voleibol, diz presidente da FIVB)
 
O domínio do Brasil no vôlei masculino não é bom para o esporte. A afirmação é do chinês Jizhong Wei, presidente da Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

“Não é bom para o voleibol, mas eu não posso fazer nada. Os times é que deveriam fazer. É claro que esse domínio não é bom. Para mim seria melhor se tivéssemos cinco ou seis times no mesmo nível”, disse Wei em Nagoya, no Japão, onde o Brasil disputa a segunda fase do Mundial feminino.

******************
Não pode fazer nada, mas bem que tenta. Ou os regulamentos das competições não são feitos para dar um empurrãozinho nas equipes em baixa e complicar as mais fortes (leia-se Brasil)?

O Mundial feminino pode ter um regulamento mais simples e coerente do que o masculino teve, mas não está livre da politicagem. As chaves favorecem o Japão. 

Não foi sem querer que as 6 melhores seleções do ranking da FIVB, excluindo a japonesa, ficassem divididas em apenas 3 grupos. O grupo A, do Japão, milagrosamente não acolheu nenhuma delas.

Comentários