Trabalhe com Elas

  
Quem pôde acompanhar as entrevistas do Zé Roberto pós conquista do octa do Grand Prix, percebeu que o treinador está empolgado com a Natália (claro que o “empolgado” do Zé é bem mais discreto do que o da maioria).

Para ele é um grande talento e destacou a sua serenidade e a tranquilidade. No Bem Amigos, do SporTv, comentou que o planejamento é que ela perca mais três quilos até o Mundial. Imaginem, a menina vai estar voando.

A Sheilla mostrou a mesma empolgação na entrevista que o Voloch publicou em seu blog. “É craque”, disse ela.

Daqui de fora e com o olhar de um leigo, acho que a Natália, dentro deste grupo de novas atacantes trazidas pelo Zé para esta temporada, é a única em quem se pode ter grandes esperanças.

*****************************

Normalmente nestas entrevistas, o Zé fala sempre a mesma coisa (ex: “Karpol me disse para ser fiel as mulheres”) e perguntam a ele sempre a mesma coisa (tipo, é mais difícil trabalhar com homens ou com mulheres?).

Mas no meio do papo de sempre, o Zé revelou que o Ary Graça sondou – antes de Pequim - uma troca entre os treinadores das seleções feminina e masculina. Segundo interpretação do Voloch, o Bernardinho gostaria de deixar o Bruninho livre das pressões de ser “o filho do treinador”.

O Zé disse que não volta a treinar os homens. Acho ótimo e o vôlei feminino agradece. Aliás, tentei imaginar o Zé rodeado de um monte de homens de 2,00m de altura e não consegui. Ele está com a cara do vôlei feminino.
 
Empenhou-se tanto em “entender as mulheres” que descobriu o caminho de como trabalhar com elas. E no fim, esse é um dos seus diferenciais em relação aos outros técnicos de equipes femininas.

Comentários

Gabriel de Jesus disse…
hã?

Não consigo ler e nem enxergar nada.
Guilherme disse…
idem!
LaCauda disse…
Aiii, eu amo o blogspot... Valeu pelos avisos! Ainda assim não saiu direitinho, mas pelo menos tem o q se ler...
Anônimo disse…
ótimo post, como sempre!
Bjs

Zé Renato
Anônimo disse…
Pior que é mesmo, os caras fazem sempre as mesmas perguntas...e o Caio Ribeiro só pode ser fã da Loira pois mencionou a danada outra vez, kkkk
Anônimo disse…
Olha, a Natália tem aquele ataque pauleira q poucas chegam perto, mas observando ainda seu ataque, acho q tem horas q ela fecha o olho na hora de soltar o braço, e o resultado disso é uma certa irregularidade, até tem potêncial para ser a jogadora de segurança, mas pra isso, como se diz na ginástica artística, "é preciso limpar os erros", eu particularmente, mesmo assim, prefiro o voleibol força, da escola das cubanas, das dominicanas do q o voleibol cadenciado e cheio de recursos técnicos e sofisticação tática como o das asiáticas.
Anônimo disse…
LaCauda,

O melhor momento do Brasil no Grand Prix 2009
http://www.youtube.com/watch?v=skcjQoJUXBs
Anônimo disse…
Observando bem, quem salvou PRIMEIRO (pq o Brasil tava atrás no placar 12x14) o Brasil de levar a primeira derrota no GP, foi Ana Tiemi e Mari. Sheilla, Natália, e Thaísa ajudaram a selar a vitória.
Anônimo disse…
Bernardinho quer trocar não exatamente para "aliviar" a pressão sobre Bruninho, mas na certa pra por a Venturini em Londres.
Anônimo disse…
Salvaram o Brasil de levar a primeira derrota no GP não? Salvaram o TÍTULO, pois essa foi a única derrota das russas na fase final, ou seja, caso tivéssemos perdidos o título era delas.
Anônimo disse…
Bernadinho e Venturini é uma dupla “malandra”. Não esqueço também da polêmica quando na última hora inscreveram a Fernanda nessa Superliga com a desculpa de que era por precaução, caso acontecesse algo com a Danielle Lins, que por sinal ficou desnorteada com a pressão. Só não tomou a vaga pois logo em seguida engravidou.

Não duvido nada que o interesse da troca na proposta na Seleção tinha como objetivo o retorno da sua amada.

Venturini sempre teve uma obsessão pelo ouro olímpico e com essa geração eles sabem que a hegemonia e títulos estão garantidos.
LaCauda disse…
Olha, eu não sei... Pode ser ingenuidade minha, mas não acredito que o Bernardinho tivesse esta intenção. Da Venturini eu não duvido nada.

Este final de jogo contra a Rússia no GP foi maravilhoso. Ninguém fugiu da responsabilidade. O Zé botou a Joycinha e a Tiemi na fogueira e elas corresponderam.A Tiemi faz uma defesa incrível no ponto final.
Anônimo disse…
Venturini não é flor que se cheire, mas seu marido não é flor que se cheire duas vezes. Nepotista, arrogante, adooooooooora uma grana fácil...

O Zé está certíssimo em querer ficar com as mulheres. Depois de tanta luta, agora que elas tem a possibilidade de fazer histórias, serem bi-olímpicas, coisa que os homens não conseguiram, por que ela trocaria de posto? Pegar uma seleção masculina cheia de figurões, já cheia de vicios que todo grupo junto a muito tempo cria, pressão exagerada e etc. Ele fez bem e com certeza será recompensado.

Quanto a esses programas, sério mesmo, eu não aguento. Falam 10min de vôlei e fazem sempre as mesmas perguntas, os mesmos comentários. É chato demais. Para quem não tem famiriaridade com o vôlei pode até ser válido, mas para nós que acompanhamos de perto, soa idiota. É o mesmo com os comentaristas durante os jogos exolicando sempre o que é china, explorar bloqueio e blá blá. Eles acham mesmo que quem acorda às madrugadas pra assistir aos jogos não entende de vôlei? Porra, ninguém que acorda pra ver vôlei é leigo, caramba.

JP
Anônimo disse…
Fora q a Venturini já ganhou antipatía geral, dentro e fora das quadras, eh até bom pra mostrar q frescura e arrogância cafona não melhora vôleibol de ninguém, assim como, não ajuda a trazer medalha, em todos os grandes campeonatos quando Brasil perdía pra Cuba ou pra Rússia , Venturini sempre repetidamente anunciava a sua despedida do vôleibol, faltou persistência, por essas e outras, merecidamente o ouro eh da Fofão.

JP, concordo plenamente, o pior eh quando erram o nome da jogadora, tipo, confundir Thaísa com a Mari, só por causa da cor do cabelo. Não dava pra chamar alguém q pelo menos está acompanhando o vôleibol feminino? É o mínimo.
Anônimo disse…
E então, alguma chance de transmitirem o Final Four para podermos conferir como as reservas vão se portar?

Os peruanos não gostaram nada, queriam ver as estrelas brasileiras, heheh

Até agora não vi ninguem anunciando nada...
Anônimo disse…
Fernanda e Bernardo dois marketeiros que sempre trabalham nos bastidores e de quebra com o apoio da Globo, que para variar faz direitinho o trabalho de influenciar a massa.
Anônimo disse…
Definidas as 24 seleções q brigarão pelo título de Campeã Mundial de Voleibol feminino no Japão em 2010...

As disputas por lá ocorrerão nas cidades de Fukuoka, Kobe, Hiroshima, Osaka, Nagoya, Nagano, Sapporo, Saitama, Kawasaki, Hamamatsu e Tokyo. São elas...

América do Norte: EUA (com ou sem Dani Scott?) e Canadá.

América Central: Cuba (taka nelas, hehe), República Dominicana (é preciso cuidado), Costa Rica e Porto Rico.

América do Sul: Brasil (The Best of the World!) e Peru (essas vão virar cozidão, rs).

Europa: Rússia (atual campeã e rival n°01), Itália (de Agüero e Cia.), República Tcheca (quem?), Sérvia, Croácia, Polônia, Alemanha (3° no GP 09) e Holanda.

Ásia: Japão (país-sede e eternas freguesas), China (até tu, Brutus?), Tailândia, Coréia, Cazaquistão e Turquia.

E finalmente, África: Quênia (aquela do atake balãozinho, hehe) e Argélia.

E aí, quem será pedreira? Alguma zebra pelo caminho??
Anônimo disse…
Fernanda insuportável e Danielle Lins vai pelo mesmo caminho. Fica pagando de humilde, mas quem acompanha ela no time sabe que não é. É só pagar pra ver. Deixa estar.
Hilderley disse…
BOMBA ! BOMBA NO VÔLEI ! MAIS TARDE EU DIGO O QUE É . ABRAÇOS .
Anônimo disse…
Hilderlei, Bobão!

Sabe como deixar uma pessoa curiosa por 24 horas?










Amanhã eu te digo, tá?.
Anônimo disse…
Dani Lins jaqueira! Carol Albuquerque, urgente.
Anônimo disse…
Quem será o time Titular do Final Four?

palpite sensato:
A.Tiemi, Gattaz, Adenízia, Joycinha, Regiane, Lía, Brait.
Anônimo disse…
Palpite sensato é Tiemi/Joyce - Sassá/Regiane - Adê/Gattaz - Brait. Isso sim.

Eu quero a bomba. Explode. Mari ou Sheilla estão grávidas ou quê? Pra mim bomba é isso. Se for alguém mudando de time, time novo pra próxima Superliga e coisas parecidas não são bomba.
Anônimo disse…
A Seleção Brasileira feminina de vôlei estreia no Torneio Final Four nesta quarta-feira contra os Estados Unidos. Sem contar com todas as titulares para a disputa da competição, o Brasil busca já no primeiro jogo uma marca história: a 50ª vitória sobre as americanas.

As duas seleções já se enfrentaram 92 vezes, com 49 triunfos para o Brasil e 43 para os EUA. Só este ano foram dois encontros entre os times, ambos com vitória para a equipe nacional.

O primeiro confronto foi em julho, na casa das rivais na semifinal da Copa Pan-americana. A vitória das comandadas de Zé Roberto Guimarães foi por 3 sets a 1. Um mês depois, as seleções voltaram a se encontrar, desta vez em solo brasileiro e em partida válida pela primeira fase do Grand Prix. Na ocasião, o triunfo veio por 3 a 0.

Das 14 atletas que levantaram o título do Grand Prix no Japão, há duas semanas, apenas sete estão em Lima, no Peru, onde o Final Four é disputado: a levantadora Ana Tiemi, as pontas Sassá e Regiane, as meios-de-rede Carol Gattaz e Adenízia, a líbero Camila Brait e a oposto Joycinha. Além das americanas, o Brasil enfrenta no Final Four a República Dominicana e o Peru.
Laryssa disse…
Dani Lins não vai p/o mesmo caminho que Fernanda não... Ela é Humilde e sabe jogar VOLEI... E isso que importa.... E quem conheçe ela sabe que, além de ser uma ótima jogadora é uma excelente PESSOA....