GP 2009 - Brasil 3x0 Alemanha

Grand Prix 2009 - Brasil 3x0 Alemanha

Com um saque eficiente, a seleção brasileira sobrou e convenceu. Ficou difícil imaginar como a Alemanha pode complicar tanto na última partida contra o Brasil na fase classificatória.

Fiquei impressionada com a disposição das alemãs. Mesmo perdendo de uma grande diferença comemoravam cada ponto como se o jogo estivesse disputadíssimo. Mas ao mesmo tempo houve momentos que não pareciam estar tão preocupadas com a partida quanto o técnico Guidetti.
**********************************

Não quero ser chata e escrever "eu não disse?!", mas não resisto: eu não disse?! O Japão aprontou das suas contra as holandesas e colocou no colo do Brasil a taça do GP. Não poderiam ter escolhido melhor adversário para derrotar. Só um surto da nossa seleção tira este título do Brasil.

Comentários

Anônimo disse…
A palavra é CANSAÇO:

Flier q fez 32 pontos de ataque contra a Holanda, só fez 10 contra o Japão.

Gamova cansada, e sem saco pra jogar junto com as novatas mal saltava do chão.

Alemãs atacavam d qqr jeito.

As chinesas repetem o padrão do último GP, vao super bem na fase classificatória e quando chega às finais acabam perdendo quase tudo.


ps: Fiquei preocupado com a Mari acho q ela devía fazer uma tomografia quando voltar ao Brasil.
Anônimo disse…
corrigindo, Flier fez 32 pts d ataq contra a Alemanha.

ps2: O pódio ta praticamente definido, 1- Brasil 2 -Rússia 3- Holanda.

A não ser q a Holanda de um coco na Rússia por 3x0.
Anônimo disse…
As holandesas cansaram, as japonesas funcionam na base de Duracel e o Ze tinha que ter poupado a Mari, afinal, pra que serve banco de reservas?
Anônimo disse…
Aí gente, chokei. Diva Mari dando entrevista abatidíssima antes do jogo, cheguei a pensar que tinha rolado uma DR básica. Pra mim dor de cabeça é psicológico, mas uma amiga me disse que ela tem dessas coisas, a Mari. Por isso vez ou outra ela dá uma estressada. Mas diva que é diva tem que dar uns pitis de vez em quando mesmo.

Gente o que são os closes da TV japonesa nas gatas brasileiras??? E eu que pensava que japonês era tudo leso. Eles miram nas duas e não saem mais. Atarón!

Não sei pq ainda confiam nessas gringas metidas a jogadoras. ModeloFlier e descabeladakozuch são uós. Querem brilhar como a Picci mas jamais brilharão.

Quero ver quem terá mais close no jogo Brasil x Holanda, Flier, Mari, Sheilla ou LEILA. Tomara que ela não leve a Virna de novo. Virna quer todos os closes só pra ela.

Quero comemorar o título do Brasil hoje, vou torcer muito contra as girafas russas.

Bjosqueridos,Maridivameligaquerofalarcomvcbabado.

Lady Gaga
LaCauda disse…
Tb acho que a Mari poderia ter sido poupada.

É, a Flier não é máquina e realmente não há time que canse mais jogar do que o Japão. Por isso volta e meia elas derrubam o tapete de algum favorito.
Anônimo disse…
Natália: firmando posição c/ seus ataques fulminantes. A Paranaense figura entre as três maiores pontuadoras do GP com 57 pontos até o momento. Mari: vem melhorando o passe e atacou muito contra Alemanha. Fabiana: bloqueando muito, já lidera as estatísticas do GP com 1,36% de aproveitamento (15 pontos no total). Lins: figura como 3º melhor levantadora (vem se ajustando a cada jogo c/ as atacantes) e Fabí, finalmente reencontrou seu melhor jogo (subiu p/ 1º lugar na recepção com 65,45% de eficiência). Então, q venham as nobres Holandesas.
Anônimo disse…
Pô, a Metcalf e a Vargas foram contratadas pelo Minas e ninguém disse nada? Três estrangeiras na SL deste ano, sendo que duas no mesmo time... faz muito tempo que não vejo isso... se é que algum dia vi!

O Sanca com o Mauro Grasso entrou nos eixos. É bom ficar de olho.

Brasil e Holanda? Lamentável o jogo. Mas não surpreendente porque essa seleção 50% olímpica vinha fazendo jogos muito ruins há algum tempo. O Zé deve ter se arrependido de não ter escalado a Adê. Na hora do momento "depressivo" ela poderia, no mínimo, incomodar as holandesas com suas comemorações cubanas.

Mari destemperada... reflexos da SL. A Natália se destaca em cima de time bobo ou morto. E a Dani Lins finalmente entendeu que as centrais existem. Thaísa é raçuda, pô! Tem que usá-la mais.

Sheilla é a melhor jogadora da seleção nesta fase final. Disparada.

Logan
Anônimo disse…
É impressão minha ou a Dani Lins só sabe jogar bem contra as alemãs? Ninguém merece tamanha irregularidade e distribuição previsível. A cada jogo ela escolhe as jogadoras para a partida e não sai disso. Tem medo de inovar e comprometer seu rendimento.

Beijozerobertomeligaquetedouadica.

Carla Santos
Anônimo disse…
Como podemos cobrar de uma levantadora que pela 1º vez vem jogando como titular a eficiência de uma Fofão? A Dani vai se ajustar aos poucos e a cada campeonato com o tipo de bola de cada atacante, tenho certeza. Das titulares ela teve oportunidade de jogar apenas com Thaísa, Fabiana e mais recentemente com a Gattaz. Portanto, é bom frisar q Sheilla, Mari e Natália ainda estão em fase de "familiarização" com a levantadora e vice-versa.

Caramba, Sassá teve de entrar no lugar da Natália novamente? Tomara q aprenda logo a passar/recepcionar senão é a conta certa pro JRG voltar sem titubear c/ a Paula Pequeno que deve tá muito contente com as atuações de suas companheiras de seleção.

E Qdo a Paula retornar quem sairá? Mari ou Natália? É claro q ficará aquela que estiver com o melhor passe no momento. Mas qual?? rs...

Rússia bateu as Alemãs (droga) adiando teoricamente o nosso título, mas amanhã, tomara, seja festa verde-amarela no Japão e contra o Japão. Niver da Mari e comemoração do Campeonato Olímpico tem que vir mesmo é c/ título, né?

Que venha o Octa do Grand Prix!!!

Boa Sorte, Brasil!

Lukas.
Anônimo disse…
Só uma complementação: a Lins já teve oportunidade de jogar ao lado de Thaísa e hoje joga ao lado de Fabiana e Gattaz (q diga-se de passagem vem fazendo bonito qdo acionada) em seu clube, o RJ, obviamente.
Anônimo disse…
As pessoas contam como certa a volta da Paula, e mais, que a Mari será reserva. Por favor, gente. Torçam pra paula conseguir jogar novamente em alto nível. Duas operações no joelho, falta de cartilagem e vôlei de alto nível não combinam muito. Mas torço imensamente que ela volte bem.

Hoje a Natália mostrou pq ainda não é isso tudo que querem fazer ela parecer. Muita potência no ataque, mas falta inteligência ainda. Sem falar que com ela em quadra, Mari e Sheilla praticamente não jogam.
Anônimo disse…
Quero ver a Dani Lins jogando jogos decisivos contra Cuba em boa fase, contra as italianas, contra a Rússia num “vamo vê” eliminatório etc. Sim, pois já provou que não “guenta” pressão, se não fossem as meninas que chamaram a responsabilidade no tie break, depois de tanta espetada e desequilíbrio dela, hoje a Rússia seria a invicta do GP e, provavelmente, amanhã estaria comemorando o título. Zé Roberto, ainda dá tempo. Não vamos nos iludir com esse título, que já é nosso por competência, e ignorarmos que todos os adversários estão “meia boca”. Um mundial é somente de quatro em quatro anos. Não é qualquer coisa. É o título que tanto desejamos, que já nos escapou várias vezes por pouco. É injusto essa brilhante geração não conquistá-lo mais uma vez por teimosia.

Renato Ribeiro