O Esquecido Lado B

 
Eu tento imaginar a motivação das jogadoras principais nesta Copa Pan-americana. E do outro lado, a motivação das reservas. Umas doidas pra ir pra casa, outras loucas para entrar em quadra e mostrar serviço. 
 
Eu não entendo porque neste torneio não jogou o time B brasileiro (mesmo que nós não tenhamos exatamente uma equipe que possa ser denominada como “B”). O que íamos perder?

****************************

O Zé é ultraconservador neste sentido. Quando ele fala que irá experimentar tais e tais jogadoras, esqueçam. Ele irá experimentar no máximo 1/4 daquelas que ele falou. No outro ciclo olímpico, ele falou dos planos de criar um time B. Não fez. Que ia testar não sei quantas levantadoras. Não testou.
 
Não estou dizendo que foi errado ou não. Equipes como Itália e EUA às vezes usam tanto suas equipes “B” que as principais chegam às grandes competições despreparadas. O que digo é que não é o estilo do Zé.
 
Mesmo sabendo deste conservadorismo do Zé, ainda me indigna o fato de ele estar viajando pra lá e pra cá com Adenízia, Brait e Cia para elas assistirem aos jogos do banco. Aquele velho papo de aprenderem por osmose. Se não foi agora que estas meninas jogaram, quando será então?

****************************
 
Uma salva de palmas...

Este blog é um espaço destinado ao vôlei feminino de quadra, mas não há como deixar de comentar a despedida de Shelda do vôlei de praia. Não acompanho o esporte e sei por cima dos acontecimentos que envolvem as duplas, mas este “descaso” não me impede de admirar a atleta. Primeiro por ter construído uma carreira rara. Fez parte de uma parceria que durou mais de 12 anos – enquanto as duplas atuais mudam a cada ciclo olímpico – e que foi extremamente vitoriosa. E em segundo, pela habilidade técnica que a manteve forte no circuito mesmo não tendo a altura ideal para o esporte. 
 

Comentários

Anônimo disse…
Na boa... eu gosto muito da Mari. Não nego isso pra ninguém. Se ela não fosse uma senhora casada, mesmo que informalmente, eu me candidatava! Mas é a pura verdade que ela só joga quando está afim.

Lembrar que a Mari foi bem contra Canadá e Peru... pelo-amor-de-deus! O que é Canadá e Peru no vôlei feminino? Hoje, esses países representam nada no volei feminino.

Para montar equipes B, é preciso ter material humano para tal. Itália, EUA não tem. E montam equipes B talvez para disfarçar a ruindade da principal, ou arrumar desculpa depois.

O Brasil é diferente porque temos material humano para montar equipes B e ainda sermos muito competitivos. Acredito que é esse o X da questão. Eu poderia até levar as principais estrelas para montreux, mas as pouparia nesse torneio.

Agora eu concordo plenamente. O Zé é um ultraconservador. Talvez 2007 tenha pesado demais. Talvez 2007 aconteceu por causa disso... vai saber?

Logan
Anônimo disse…
E, gostando ou não da atitude do Zé, as meninas de ouro levaram mais um caneco pra casa...E o melhor foi o gostinho de revanche contra as Dominicanas...parece que o trime se enraiveceu pela derrota para as caribenhas do Marquinhos e mandaram um 3 X 0 na final de hoje. Com direito a 25 X 14 no último set!
Anônimo disse…
Perfeito sua síntese sobre a vontade das jogadoras nesse campeonato. Umas loucas pra irem descansar e outras querendo mostrar serviço. Uma pena o Zé não considerar isso. Mas não o recrimino por isso, se o Brasil fosse com as reservas pra quadra e perdesse todos iriam "cair matando" pra cima da equipe e dele, assim como o fizeram com a derrota pra RD. Cabe a ele avaliar o que é melhor. Eu usaria as reservas sem pensar.

Esse negócio da Mari "jogar quando quer" soa como algo ruim e frequentemente é usado pelos torcedores contra ela. Eu diria que ela simplesmente precisa de motivação pra jogar. Alguém pode perguntar "estar na seleção por si só já não é motivante?" Eu diria que não pra Mari. Isso parece que coisa de fã, mas é o que eu vejo.

JP
Anônimo disse…
Eu acredito q o Zé insiste em por as experientes em quadras, para através de vitórias, possam trabalhar a cabeça das novas levantadoras, trazendo p/ elas também, desde já, o sentimento de estarem fazendo parte de um time campeão, pode ser isso..
Crowley.
Anônimo disse…
Ps:E apesar de serem dois torneios pequenos, Dani Lins esta aprovada, e a Tiemi enquanto reserva também.
Bye Bye Carol Albuquerque.
Anônimo disse…
A seleção infanto venceu seu terceiro jogo no Mundial, 3x0 sobre a Itália. A ponta Samara, Finasa/Osasco, foi a maior pontuadora. Nos próximos jogos elas enfrentam Peru, Japão e Sérvia pelo grupo E, os dois primeiros irão à semi. Os adversários serão os dois primeiros do grupo F, que tem Turquia, Itália, Thailandia e Bélgica. Sorte pra elas.

Guga.
Anônimo disse…
Alguém viu a coluna da Andressa Caetano no MDV: "Preconceitos no vôlei, isso tem que acabar." Fico imaginando quem é esse técnico. Se ele não gosta de gays, além de ser um idiota, é burro. Vôlei não é o esporte mais recomendado pra homofobicos. Lamentável! Se o nome dessa criatura um dia vier a público, terei o prazer de lhe dizer umas verdades pessoalmente.

Será que ele não aceitaria a metade da seleção feminina em seu time?

http://www.melhordovolei.com.br/colunas.asp?coluna=58

Tiago.
LaCauda disse…
JP
Tb não vejo porque crucificar a Mari por ela só jogar bem quando motivada. Até porque na hora difícil e que realmente importa, ela não desaponta.

Tiago
Lamentável ler uma coisa destas... Quem será que tem uma mente tão pequena assim?
Anônimo disse…
Para mim o Ze esta mantendo o time principal para proporcionar o entrosamento da Dani com o time. Principalmente as ponteiras e oposta.
Anônimo disse…
O técnico que disse que "sapatão não entra" é um grande idiota. Tenho pena dele. Lamentável ler esse tipo de coisa.

Logan
Anônimo disse…
Em pleno 2009, ter preconceito pela "opção" sexual do atleta além de crime, chega ser ridículo. Perde o emprego e ainda leva um belo processo.
Anônimo disse…
Natália esta muito longe de substituir a Paula, e com a Jaq d volta completam c/ o melhor dupdra SBFV.
Anônimo disse…
"dupdra" = leia-se, melhor formação c/ as outras veteranas da seleção.
Anônimo disse…
A q ponto chegam certas "análises" ...
Chamar a obrigatória vitória sobre as RD de "gostinho de revanche" ...?

Tá de sacanagem comigo, né compadre/comadre?!

E sobre Mari: nao passa, tá nas estatísticas dos adoradores do nada, como comentaristas idiotas de tv q por nada entendem, enrolam trouxas c/ lorotas prá boi dormir. Aliás, como bem disse certo amigo italiano: líbero Brasil tem, falta Jaqeline/Paula, já q Sassá e Marí NAO passam e obrigam 1 "novata" as trabalhar dobrado.

ZR: faltou coragem prá dar expereiencia ás "novatas" e sobrou conservadorismo ao levar as Fabiane/a/Sheila.

O resto foi a triste e bisonha participacao dos EUA no PAN de Volleyball.

Qlqr outra eqipe nr 1 do mundo se daria ao luxo de levar até juvenis em tais torneios merrécas.

Valorizar esse torneio meia boca é, no mæinimo ridículo, ou falta do q fazer.

Inté,
Mg
Anônimo disse…
Tinha que dar uma folga pras campeas olimpicas e colocar as novatas pra jogar. Depois nao sabe porque ta tudo com ombro e joelho destruido ai nao é a toa...
Anônimo disse…
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ceiticam as análises alheias e soltam a pérola: "falta Jaque e Paula, já que Mari e SASSÁ não passam nada". Faz favor! E ainda quer criticar os outros. Sobre Jaqueline eu nem comento, não merece. Aliás, nem clube essa criatura têm. Já sobre a Paula, as pessoas falam como se ela PASSASSE muito e tivesse em plenas condições fifícas, está só dando um tempo da seleção. A Paula fez sua segunda operação no joelho, tem, segundo ela, 28 anos(há controvérsias). Como depositam toda essa esperança nela em detrimento de Mari e Natália? Não entendo essa 'análise'.

Antes de criticar, faça um exame de consciência. Zé Roberto não utilizou as reservas? Opção dele. Quem somos nós pra dizer que ele está errado como se fossemos grandes técnicos. Podemos sim opinar, óbvio. O esporte não teria graça se isso não fosse possível, mas colocar como grande erro, falta de coragem e derivados? Não!

Paulo Sérgio.
Anônimo disse…
Quem vai no maracananzinho dia 31 de julho, no primeiro jogo do Brasil no Grand Prix?
Carolina disse…
"E sobre Mari: nao passa, tá nas estatísticas dos adoradores do nada, como comentaristas idiotas de tv q por nada entendem, enrolam trouxas c/ lorotas prá boi dormir. Aliás, como bem disse certo amigo italiano: líbero Brasil tem, falta Jaqeline/Paula, já q Sassá e Marí NAO passam e obrigam 1 "novata" as trabalhar dobrado."

É risível, pra não dizer ridículo, alguém que anuncia aos quatro ventos ser profissional/técnico/estudioso do esporte tecer tal comentário sobre a Mari e Sassá.

Ter suas preferências pessoais, tudo bem, cada um tem as suas. Mas daí a desmerecer e ridicularizar o desempenho de suas "preteridas", bem como os comentários de alguns que têm opnião contrária a sua, já é demais!

Nem o título de MAIOR E MELHOR ESPECIALAISTA EM VÔLEI lhe daria o direito, meu caro! Com todo respeito: menos, bem menos!

Carolina.
Anônimo disse…
Na verdade assistir Brasil x Porto Rico, só n eh pior q assistir Brasil x Tailândia, jogo por jogo, mas vale a pena assistir a outra partida entre Alemanha X Estados Unidos.
Anônimo disse…
Em que rôlo se meteu o Thiga ?
Qual é , cumpadi ?
Anônimo disse…
Será que o Thiga foi o tal preconceituoso? Não acredito que seja verdade...
Anônimo disse…
Ele foi questionado sobre e deu a versão dele . Se o MDV chegou até ele , é porque existe carne nesse angú !
Anônimo disse…
QUE BABADO!

TÔ PASSADA!

QUE HISTÓRIA É ESSA THIGA??

PRECONCEITO NÃO!
DIGNIDADE JÁ!

Susan Boyle
Anônimo disse…
Esse "Thiga", frequenta o blog? Não o conheço. Ele pode até não ser o preconceituoso, mas parece que vai no mesmo caminho ou então, com toso respeito, é burro. Como ele da declarações do tipo: "Não acredito que perdi tanto tempo da minha vida tão corrida com este assunto ridículo."

Que assunto ridículo? Falar de preconceito é ridículo? Por favor.

Tô vendo que esses técnicos que se dizem "fodões" tão mais pra lebre do que pra gato.

http://www.melhordovolei.com.br/o_conteudo.asp?tipo=1&noticia=n015840

JP
Anônimo disse…
Queria que o thiga aparacesse por aki, para explicar. Pois lendo seus comentários no MDv, sinceramente não entendi nada.


Achei que a Andressa foi infeliz na primeira matéria, ficou muito emcima do muro.

gabriel de jesus
Anônimo disse…
Adorei o " Susan Boyle " Kkkkkk,
Por falar em técnicos q se sentem,
Hélio Griner amargou um 10 lugar nas Universíades, maior pontuadora brasileira, Monique.

Susana Vieira.