Rumos Incertos


É impressão minha ou o mercado de transferências este ano está mais lento? Porque confirmações oficiais mesmo temos poucas até agora.

Sobre duas jogadoras que ainda não se tem notícias, vou dar meus sábios conselhos sobre qual rumo devem seguir.

*****************************
 
Paula. Não se tem qualquer suspeita se continua ou não no Brasil. Acredito que a recuperação da lesão pode ser fundamental na escolha dela. Ou melhor, deveria ser fundamental. Sabe-se lá onde ela pode se meter, com quais profissionais de preparação física e quais cuidados ela terá.


Podem botar a Paula pra jogar mesmo sem ter as melhores condições. Afinal, os clubes buscam resultados em curto prazo, vão querer ter o retorno do dinheiro investido na contratação dela. E nós, torcedores da seleção brasileira, não queremos uma Paula “meia-boca” como no último Mundial. Aliás, em 2006 nem meia-boca ela tava, era pior que isso. Por uma Paula inteira no Mundial, jogar no Brasil é fundamental! (essa foi braba...)

*****************************


Jaqueline. A confirmação do Angelo Vercesi como treinador do Pesaro pode ser um ponto favorável para ela continuar lá. Sei que as esperanças dos torcedores do Pesaro são poucas. Dizem que a redução de salários põe de vez a brasileira pra fora do clube. Mas, se é uma escolha da Jaqueline, é bobagem ela sair só por causa do salário. Claro que é fácil falar do dinheiro dos outros, mas como não ganho sequer 1% daquilo que ela deve receber, imagino que a Jaqueline deve se contentar com o que lhe oferecem (e não deve ser pouca coisa).
 
Afinal, há tantos outros pontos positivos que compensam o dinheiro. Continuar treinando com um brasileiro é um. Outro é o ambiente que ela diz estar muito bem adaptada. Continuar atuando num campeonato e numa equipe forte com objetivos grandes a serem alcançados são mais dois pontos favoráveis a sua permanência. Conseguir manter o bom desempenho também é importante (apesar da infinita discussão aqui no blog sobre isso). E por último, porém não menos importante, estar próxima ao Murilo, o que conta muito pra Jaqueline (e contaria pra muitas mulheres também).

*****************************
 
Obs: Alguma notícia da Renatinha? Será que ela volta para o Brasil?

Comentários

Anônimo disse…
Paula, se quiser ganhar o que ganhava no Finasa, terá de ir para o exterior. Turquia ou Rússia pra ser mais preciso. Se ela aceitar ganhar menos e ficar aqui, o que acho que é melhor pra ela, deve permanecer no Osasco.

Jaqueline, deveria ir para o Japão. Ganharia bem e seria rainha. Toco por toco, as japas são acostumadas. Parece que nos times de ponta da Itália ela não tem vaga. Pesaro não pagará o que ela quer(estão certíssimos); Bergamo já tem ponteiras; Novara também; Jesi sonha com Sokolova não vão querer Jaqueline. Os times do Brasil que podem tê-la, não o farão. Rexona já tem ponteiras, Blausiegel também. Ela pode esperar se a Paula abre vaga pra ela no Osasco. Na Rússia ela não conseguiria jogar(imagino ela batendo bolas altas kkk). Tudo isso pra dizer que: ela deve se contentar com um time médio na Itália e ganhando bem menos.
Anônimo disse…
Paula vai embora. Resta saber se ela vai pra Rússia ou Turquia. Na primeira tem o Odintsovo, que perderá a Sokolova, e tem o Dinamo, quem já tem Godina, Goncharova e Safronova. Na Turquia tem várias opções. Os times tão mudando muito. Acho muito difícil ela ir pra Itália. Muito mesmo.

Link: http://www.correiopaulista.com/colunistas/lancelivre.html
Anônimo disse…
Alguns temas:

1 - Jaqeline: pediu 1 tempo prá pensar nas 4 propostas q recebeu. E, pasmem, em nenhuma delas há papo de salário reduzido.

2 - Acácio e Bob: como venho repetindo ao Hilderley em nossas conversa ao fone, uma coisa é o q a galera sabe e/ou pensa q domina. Outra é a realidade dos alojamnetos, dos aeroportos, dos aqecimentos, etc ...
Longas temporadas, pressoes idiotas de dirigentes e técnicos (sim, há pressoes e pressoes), dramas pessoas de vida, amores mal resolvidos, malandragens, etc ... e o tal "glamour", vende o q nao existe.

Mas, a vida é como 1 rapadura. É doce, mas tmbm é dura (hehe, vixe superei vc la Cauda!).
Mas, só eles???

3 - Paula? Tudo o q se pode esperar é q a cirurgia controle o q ela terá q aprender a conviver, de agora em diante, pro resto da vida.
Nao, ela nao acabou pro volleyball, ma terá q readaptar-se á realidade de q tem tem o mesmo drama físico da Ana Mozer ... e q nao lhe deu sossego até seu último saqe.

4 - Thiga, como conversamos, realmente preocupa essa loucura (+ 1) da CBV. Percy Onken acumulnado os cargos de técnico das SNM infanto e juvenil. Tudo errado.
E aqela do tal técnico q pressiona a certas atletas a jogarem em sua eqipe, ou nao terao chance na SNF.

Sacanagem?
Sim, e suficuente prá ser punida severamente mas, na casa do Tio Arí, qem manda??? Der Göbbels.

Inté,
Mg
Anônimo disse…
Faltando pouco mais q 1 semana para o início do Montreux (9 a 14 de junho) na Suíça, Cuba finalmente divulga a lista das suas jogadoras, alguns nomes novos entre as experientes Calderon, Carrilo, Carcaces e Yanelis Santos (melhor saque em Pequim).

2: SANTOS ALLEGNE Yanelis
3: CARRILLO DE LA PAZ Nancy
7: ARREDONDO REYES Lisbet
9: PEREZ SANCHEZ Rachel
10: CLEGER ABEL ANA Yilian
11: CASTANEDA Simon Lianne
12: CALDERON DIAZ Rosir
14: CARCACES OPON Kenia
15: SILIE FROMETA Yusidey

O Campeonato não tem muita expressão e nao conta pontos no ranking p/ FIVB, mas tem boas equipes incluindo a China e Cuba renovada, e vai servir de termômetro pra nossa seleção com nossas novas levantadoras.

Um problema q já percebi em outras edições do Montreux, eh q volta e meia a bola bate no teto do ginásio q parece ser baixo.

www.volleymasters.ch/teams.php

Crowley.
Anônimo disse…
E o Pesaro, segundo falam por aqí, qer Paula. Será???

Pessoalmente, acho q os italianos nao tem grana prá competirem c/ os russos.

Nao mesmo.

Inté,
Mg
Anônimo disse…
Crowley,

é verdade que o Montreux não tem peso internacional. É um torneio que serve como preparação para a temporada e pronto. Mas não dá para deixar de reconhecer que é um torneiozinho que tem o seu charme. É muito mais interessante do que um sul-americano, ou aquela podreira chamada Final Four.

Da Paula, achei ótima a notícia que ela vai para o exterior. Era a melhor saída mesmo e eola já cantava essa pedra desde o início da SL. Mas nem tanto a notícia que a Jaqueline esteja sendo sondada pelo Osasco. Quer dizer, com ela lá teríamos o time com o passe e fundo de quadra dos sonhos, assim como foi o Rexona um dia, mas no ataque, é concentração no meio e na saída. Fato.

Achava que o Sanca, por ter o bolso mais dilatado neste momento, fosse querer abocanhar a jogadora, no entanto eles sondam a Valeskinha, que eu já não acho legal. Disseram que a Logan Tom estaria na parada... o prblema é que todo ano surge a boataria que a Logan Tom vem jogar no Brasil. Eu só acredaria nisso com uma confirmação oficial do contrato assinado. Fora dessas condições, sem chances.

Logan
Gabriel de Jesus disse…
Eu acho interessante a Valeskinha no sanca. è Muita versatilidade numa atleta só! Ela joga bem no meio (apesar de ser baixa), ela tbm quebra o galho na ponta e se a gordinha falhar ela tá lá na defesa como líbero. acho que valeskinha é peça importante. A `Paula deveria ficar no Brasil se tratando, como alguém disse é mto arriscado ela na "Zooropa".

Renatinha? No Osasco? Só no paulista? Sei não.. está me cheirando ao caso da Raquel qdo ela venho so para o Salonpas no Rexona e depois foi para o Pinheiros, e deixou sua força de atack na Ásia.

Estou com medo da situação da hiper simpática Arlene, os melhores clubes do Brasil já tem suas líberos; e se ela sair ou se aposentar fará muita falta ao ambiente de Pinheiros e do brasil.
Anônimo disse…
Gabriel,

Kkkkkkkkkk ....

Valeu pelo humor + crítica rewunidos na ótima frase: " ela tbm quebra o galho na ponta e se a gordinha falhar ela tá lá na defesa como líbero..."

E, qerendo ou nao, vc está certo.

Inté,
Mg
Anônimo disse…
Lá na CBV está a notícia que a Natália será titular. Não fala se é de ponta ou oposta. Mas, o Zé não está sendo precipitado não? Primeiro deu o posto de capitã para uma novata, agora vai colocar uma campiã olímpica no banco de cara no primeiro torneio disputado depois da Olimpíada. Espero que não cause rancor e clima ruim na seleção.
Gabriel de Jesus disse…
rancor? clima ruim?
acho que nao!
todas devem saber que é um novo ciclo, e é melhor dar a chance para as mais "novas e inexperientes" agora no torneio da suiça do que arriscar num Grand Prix.
Anônimo disse…
O povo fala muito da falta de ponteiras passadoras altas e de bom passe que possam ser convocadas para a seleção principal, mas vejo a Natália chegando com 20 anos e a própria Regiane, além de outras que são mais baixas mas que dariam conta do recado. Para mim o maior problema é a falta de meios excelentes e altas no país, temos Fabiana, Waleska (que saiu da seleção só com 29, que desperdício)Thaíssa, Gataz, Adenísia e só. Hoje em dia quem tem as melhores meios estão em vantagem, como Osasco, Rexona e a própria seleção. Como não acompanho muito as categorias infanto e juvenil, alguém poderia me informar se temos esperança?

Ana