Superliga de Duas Notas Só



Para fazer justiça:


Quero dizer que apesar de toda antipatia que tenho por essas "despedidas e voltas" das jogadoras mais veteranas, acho que (como nosso leitor Edson disse) a Virna merece uma bela despedida das quadras.

******************************

Estão todos preparados para o clássico inesperado entre Finasa x Rexona? O Bernardinho empurra o favoritismo pra Osasco enquanto o Luizomar manda de volta pro Rio (e aí tenho que concordar e dar toda a razão a ele).

Se só temos o mesmo repertório, então que pelo menos o espetáculo valha a pena. Ou seja, nada de jogo com 3 sets só e placares desequilibrados. É o mínimo para dar alguma graça a essa Superliga.

******************************
 
A Liga Italiana feminina (série A1 e A2) conta com um bom número de participações de jogadoras da Europa Oriental. Não digo as russas nem as polacas - que nesta temporada, inclusive, deram uma debandada - mas de países com menos expressão no cenário mundial do vôlei.

Ucrânia, Croácia e Lituânia são alguns exemplos. São jogadoras de qualidade, mas casos isolados de seus países. A questão é que elas não ficaram escondidas e ajudam a enriquecer os campeonatos.

Vendo esses casos é que me pergunto: será que nos nossos países vizinhos - ou nos nem tão vizinhos, como os da América Central - não existem jogadoras desse tipo que possam ser aproveitadas na Superliga e (quem sabe?) ajudar a dar um upgrade na nossa competição?

Comentários

Anônimo disse…
3x0

e o 1° 32x30????

pqp.
Anônimo disse…
O jogo de hoje foi bem disputado, apesar do 3x0. Eu vejo as pessoas falando que a Superliga é sem graça, eu particularmente não acho. Temos dois ótimos times. Com certeza estão entre os melhores do mundo. Temos três times competitivos, Pinheiros, Brusque e Blausiegel. E times medianos, Mackenzie, Vôlei Futuro, Minas e Banespa, Praia. Os únicos times de dá dó são Cativa e Sport. Claro que a Superliga não compara-se ao italiano, mas se comparado a outros campeonatos, eles são do mesmo jeito do nosso, dois ou três times bons e o resto. Mas claro, quem acha a Superliga sem graça tem todo direito e deve ter seus motivos pra achar isso.

Quanto ao Bernardo, ele joga o favoritismo porque lhe é conveniente, se o Rexona perder é porque segundo ele, o Finasa é infinitamente melhor. Os times titulares são equivalentes, ele devia reconhecer isso.

Quanto a ter jogadoras na América do Sul pra compor a Superliga, esqueça, não tem. As argentinas que escapam preferem morar na Europa, vide Costagrande, Brussa, Castaglione. As peruanas a muito tempo não sabem o que é vôlei, enfim a solução não é essa.
Anônimo disse…
Nossa sorry!

Juro que no último paragrafo não vi "América central". Nesse caso umas cubanas desertoras seriam ótimas. Pena que elas também preferem a Europa, é só ver o tanto delas que jogam na Espanha e lógico seu caso mais famoso, Aguero, que está ganhando seus milhões pela Turquia. Enfim, estrangeiras na atual situação são bem difíceis.
Anônimo disse…
Porq "cubanas desertoras"? Será q, prá ser cubana, tem q ser desertora?

Ou o sr É dson acredita q, desertor é qem deixa seu país?

Bem, muitas cubanas e cubanas jogam pelo mundo a fora, inclusive baseball nos EUA, e sao "apenas" profissionais. Ninguem os chama de "deserotres" ...

Credo! Cada tipo ...

E sobre as SL´s - sim, podem chamar metade das SNF de Volleyball de qlq país da Zooropa (fiz a lista dos q argumento por conhecer bem) e nossas eqipes dariam páu em qlqr delas. Tá lá na Dani e posso reescreve-as aqí - no problem!

O resto é o tal complexo de cahorro vir-alatas, q Nelæson Rodrigues dizia q os brasileiros sentem. Por causa duma elite podre e corrupta, q paga a bandidos prá massacrarem isso nos jornaloes e revistonas do atraso.

Temos excelentes técnicos e atletas, e nosso pessoal de gerenciamento esportivo está cada vez mais se especializando. Cedo ou tarde seremos 100% profissionais.

O resto é lorota prá boi dormir.

Inté,
Murilo
Anônimo disse…
estive no "clássico" de sábado, e como odiiador nº 2 de Erika Coimbra, adorei seu jogo "ao contrário", ela quinou em todos os passes e defesas e ajudou mto a equipe no ataque(deixando a mvp olimpica no bolso, porém estava tudo mto estranho para ser verdade, aí Pequeno, Gonzaga, Menezes, Ferreira, Albuquerque, Zillo Pereira e Brait colocaram as meninas do desodorante em seus devidos lugares, Sassá sacou mto em Erika, o que dificultou as jogadas de Lins, PP4 estava inspirada e nos momentos decisivos virou bolas importantes e o saque do Desodorante/Suco foi todo em cima dela, e ela naum tinha um minuto de folga. e a carol mostrou para a dani Lins q experiencia conta muito, mas o grande nme do jogo foi ADENIZIA, sem dúvidas, mostrou para Gattaz/Thaisa/Fabiana que pode incomodar na briga pela vaga na seleção, seus block/ataque funcionaram mto bem!, Bom só para finalizar, no segundo torneio a história foi a mesma, Organizações Bradesco venceu o Desodorante/suco num jogo que naum valia nada, e na final pipocou, vamos aguardar até sabado, que por sinal o jogo é as 22:00 da noite, culpa de quem? cbv+sportv imaginem quem não tem tv á cabo (assim como eu!) q depende de jogos nos finais de semana (pois trabalho), assitir a um jogo em pleno sábado ás 22:00????? a cbv endoidou de vez??? O Jeito é levar um colchonete e durmir na quadra do ginásio para esperar o trem voltar a circular..!
Anônimo disse…
Vixe Gabriel ...

Q horário de jogo é esse, Sessao Coruja?

Porqe 1 jogo bonito desses, vai iniciam na hora em q deveria etsar acabando?

Inté,
Marcosg