Por Aí


Outro dia estava olhando o site da Liga Feminina de Vôlei italiana procurando entre as equipes das séries A1 e A2 as jogadoras brasileiras. Não cheguei a contar, mas, ao que parece, as brasileiras são as estrangeiras de maior número nas duas séries.
 
Uma das jogadoras brasileiras que ‘encontrei’ foi a Fernanda Berti Alves. Atua por uma equipe da primeira divisão. Ela era uma das jogadoras da seleção juvenil que disputou o Pan-Americano de 2003. Na época pensei que ela iria ser presença constante na seleção adulta nos anos seguintes. Ela chegou a participar de algumas competições - no Grand Prix de 06, por exemplo - mas não chegou a se destacar.
 
Ela jogou na última temporada na Coréia. Não dá pra ter muita noção de como ela está se saindo agora, mas a Itália pode ser uma boa oportunidade de crescer e, quem sabe, vir a ser uma bela opção ao Zé Roberto.

*************************



So long, farewell, auf Wiedersehen, goodbye


A técnica chinesa Lang Ping afirmou que não treinará mais a seleção americana. Como quer ficar mais tempo com a família, prefere se dedicar somente a clubes onde a temporada de trabalho é bem mais curta.

Certa vez li uma entrevista com a central italiana Martina Guggi na qual ela se declarava não muito fã da Lang Ping. Elas trabalharam juntas no Novara. Na época Guggi se recuperava de uma lesão e não conseguia voltar a jogar bem como antes. Segundo ela, a relação com a Lang Ping não a ajudou muito. Disse que a chinesa é muito preparada e totalmente voltada para o vôlei, mas é exatamente isso que a distancia do grupo. E que, para a Guiggi, foi muito difícil criar uma boa relação com a técnica.

Não é de se admirar quer por esse tipo de personalidade é que ela funcionou bem nos EUA, que focam 100% na estratégia e números. Como, provavelmente, funcionaria na China. Mas no Brasil e na Itália, realmente as jogadoras estão acostumadas com um pouco mais do que “treinar e pronto”. Há sempre o ambiente e o relacionamento no grupo que contam.
 

Comentários

Anônimo disse…
Opa LaCauda, obrigada pelas informações, eu gostei da entrevista da Dani Lins, ela me pareceu ser simpatica xD