Tricotando



Conferindo a entrevista da Mari e da Sheilla no Roda de Vôlei da BandSports, foi legal saber de umas fofocas das seleções nas Olimpíadas. Aliás, eu pego no pé do Bruno Voloch por seus comentários, mas ele sabe entrevistar bem. Não tem medo de fazer certas perguntas e sai um pouco da mesmice que são estas entrevistas (as quais se você viu uma, já viu todas).

Pra quem não viu, pode conferir aqui


 ***************************

Agora, sobre as fofocas. Eles falaram que teria acontecido um problema entre a Aguero e a Piccinini em relação ao número da camiseta que iam vestir. Já tinha ouvido esta questão na Copa do Mundo ano passado. A camiseta 12 tinha ficado com a Aguero e a Picci tinha jogado com a 5. A italiana reclamou ao final da competição, dizendo que queria retomar a número 12, pois durante toda a sua carreira tinha jogado com ela.

Pode ser que tenha criado uma animosidade entre as duas, mas seria apenas um sintoma de um grupo mal gerido do que a causa da má campanha. Porque é de se perguntar – no momento em que uma bobagem destas vira um problema – onde é que estava o técnico para acabar com a questão.

Se isso for verdade, mais um ponto negativo na conta do Massimo Barbolini, acumulando-se com tantos outros colecionados nesta Olimpíada. Realmente a gestão técnica dele já tinha sido fraca e, pelo jeito, de grupo também.

 ***************************
 
Outro assunto que eles comentaram, foi sobre a russa Sokolova. Ela teria ganho um apartamento caríssimo para jogar as Olimpíadas. Isto eu não duvido. Da forma como a Rússia se mostrou em quadra, é de se questionar quem estava ali por vontade própria. Parecia até um boicote ao trabalho do italiano Giovanni Caprara.

 ***************************

 
Sobre russas e fofocas

Coloco aqui um trechinho da entrevista da Sheilla para a revista italiana Supervolley. Perguntada sobre quem mais admirava no vôlei, ela respondeu a Fofão. Agora, quando a questão foi sobre com quem o santo não bate... Dêem uma olhada:

“Em quadra, decididamente a cubana Ramirez. Mas quem eu não suporto mesmo é a Gamova. As russas se sentem superiores e ela mais que todas. Uma vez a Jaqueline pediu para tirar uma foto com ela e ela se recusou...”


Comentários

Anônimo disse…
Olha, eu tambem não duvido que a Sokolova "jogou" porque deram um apartamento pra ela, realmente a Russia foi uma decepção.. eu também não sei dizer quem estava lá para jogar o "velho voleyball" como tem que ser.
"Uma vez a Jaqueline pediu para tirar uma foto com ela e ela se recusou" kkkk eu não sabia dessa.. eu achava que elas tinha aquele "ar de superior" somente em quadra, mas pelo jeito não...
Anônimo disse…
a Gamova se acha demais...ela não merece ganhar nada na vida dela..acho q o atleta não precisa ser assim. Espero q o time se afunde cada vez mais e com ela junto!!! Já a Sokolova eu tenho uma simpatia..mas enfim,não jogaram nada nas olímpiadas,AINDA BEM.
Anônimo disse…
A GAMOVA É NOJENTA E A JAQUE MERECE PQ TBM É METIDA ENTÃO É CADA UM TEM O Q MERECE