Várias Variáveis Sobre a Imprensa


A imprensa brasileira é de uma falta de originalidade irritante. Não houve cobertura sobre o jogo Brasil x Rússia que não fizesse menção a "superar o trauma" e/ou "a revanche de Atenas".

Sobre a questão 'trauma' deve-se ter uma paciência de jó para aguentar sempre essa referência quando o jogo é contra as russas. Assim também é com Cuba. Faz muito tempo que não há aquela rivalidade do anos 90 entre as equipes brasileira e cubana. Mas toda vez que há um confronto entre elas, a cobertura da imprensa pergunta sobre as brigas, provocações de Cuba. Saquito....

E a revanche? Tenho certeza de que, para quem esteve ou não lá em Atenas, aquele jogo jamais será vingado. Mesmo daqui a vários anos, o jogo de 2004 continuará sendo uma derrota, um fracasso. O máximo que se pode dar é a volta por cima. Apagar o que aconteceu, mesmo com centenas de vitórias contra a Rússia, será impossível.

******************************

Belíssimo jogo do Brasil contra a Rússia. Patrolou. Agora, é chato ver como nossa seleção ainda está sem crédito.

Esperava-se um jogo mais disputado? Sim. Mas nada justifica a pergunta imbecil de Régis Roesing para Fofão: "Sem querer tirar os méritos da equipe brasileira, mas você não acha que a Rússia está fazendo 'corpo mole' para depois surpreender e crescer no final?"

Não quer, mas está sim desmerecendo o time brasileiro! Se a Rússia não jogou foi porque o Brasil anulou completamente o jogo delas. E não foi só ele que cogitou que a Rússia esteja fazendo esta genial estratégia. Que elas vão crescer na fase final, não duvido. Mas jogaram mal por muito mérito do Brasil.

******************************
 
Na próxima rodada, acontece o confronto que provavelmente irá definir o primeiro lugar do grupo A: Cuba x China. É provável também que dessas duas equipes saia o adversário da Rússia nas quartas-de-final. Então, que estratégia burra seria essa a da Rússia que prefere enfrentar Cuba ou China numa fase eliminatória do que EUA ou Polônia? Que respondam os nossos jornalistas esportivos!

Comentários

Franz Ferdinand disse…
Jornalista não pensa, minha querida amiga LaCauDa. Jornalista consulta o "manual de chavões" e manda ver. É só isso que eles sabem fazer. Um técnico de beisebol dos EUA disse uma vez que, se precisasse de um transplante de cérebro, gostaria de receber o de um jornalista esportivo, pois daí teria certeza de que nunca foi usado... :o)
Anônimo disse…
Vixxxxe! Falar da maldita imprensalao, a do esporte ou de qlqr outro tema, é chover no molhado. Qem tem Noblatblabla + Ro$$i + Gaviao Bueno + Lucianta do Valle (segue a fila) ... nao qer muito, qer?
É 1 pior q o outro. Circo de horroes, memsmo!
Inté,
Mg