AMARELAMOS!




Após tanto descrédito, a seleção brasileira saiu com a medalha que merecia.

Os EUA venderam caro a derrota. O segundo set mostrou como o saque das norte-americanas acabou com as equipes da Itália e Cuba.

Fiquei apreensiva em saber como a seleção reagiria com a derrota no set, com uma alta diferença de pontos. Mas o time retomou o ritmo esperado e esbanjou segurança o jogo inteiro.

Não imaginei que o último set seria tão disputado. Bela participação da Sassá no final, recuperando uma bola praticamente perdida. A partir daí, o Brasil assumiu novamente o jogo e, finalmente, abriu a vantagem até o ponto final tão esperado.


******************************

Destaques:

- Num post passado duvidei da capacidade de decisão de Fabiana. Calei minha boca. Fez um jogo perfeito!

- Fabizinha: espetacular de novo!

- Sheilla (vou fazer um post sobre ela depois): que categoria! Sempre muito tranquila, cabeça no lugar. Precisávamos de uma atacante assim.

- A comemoração da Mari. Belo "cala a boca" pra todos oportunistas que exploraram as derrotas femininas.

- Zé Roberto: desde o GP com o time na mão, com o timing certo para broncas, mudanças, incentivos, etc. E, é claro, é o técnico que fez história nas seleções masculina e feminina.

- As despedidas de Fofão e Wal. Não existiria melhor forma de fechar a carreira destas duas jogadoras na seleção. Duas gerações que se despedem "amareladas".

- As declarações da Mari após o jogo. Sobre os críticos: "Tem que aplaudir e de pé". "Fracassar é não trabalhar". Menina afiada essa!

- O cartaz levado pela Thaisa em homenagem a Carol Gattaz e Joycinha.

Comentários

Lashoei disse…
quase chorei qdo terminou o jogo. por elas, que mereciam, mas por mim tb, que virei noites vendo jogos, me sinto campeão tb.